Política

Candidato à presidência do Senado, Coronel defende Renan como ?contraponto? a Bolsonaro

O senador eleito Angelo Coronel (PSD-BA) afirmou que uma de suas propostas, caso seja eleito presidente do Senado, é escalar uma equipe de “ministros paralelos”, senadores que fariam um contraponto à equipe de Jair Bolsonaro (PSL). “Poderíamos eleger o Renan Calheiros [MDB-AL] como o ministro paralelo da Justiça. O Renan é um regimentalista, entende muito de leis, já foi ministro da Justiça. Vai ser uma pessoa com saber notório para discutir com Sergio Moro. Se o Moro apresentar algo que não seja a contento, o Renan pode mandar uma ideia propositiva para ele. Vai ser um bom debate”, declarou Coronel em entrevista à Folha de S. Paulo. “Não é fazer oposição. É debater. Muitas vezes você traz o assunto para as comissões temáticas e o presidente da comissão fica sendo um mediador dos debates. Quando você cria a figura do ministro paralelo, ele faz as operações propositivas pontuais, vai trabalhar efetivamente naquelas pautas que o ministério está colocando para a sociedade. Não é uma prática no presidencialismo. Mas, do jeito que estamos hoje, acho que ela se adequa”, disse o ainda presidente da Assembleia Legislativa —a legislatura 2019/2022 começará em 4 de fevereiro. Fonte: bahia.ba

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo