Política

Contra reajuste de 2,5%, servidores estaduais protestam na Alba

Os servidores estaduais, insatisfeitos com o reajuste de 2,5% definido para o governo para este ano, protestaram desde a manhã desta terça-feira (30) em frente à Assembleia Legislativa da Bahia (Alba). Os servidores só deixaram o local no início da noite. Representantes sindicais têm encontro nesta quarta-feira (1º) pela manhã com Jaques Wagner na governadoria para discutir o tema.

O governo enviou a proposta com o reajuste, retroativo a janeiro, para a assembleia – a sessão de hoje foi suspensa e análise do projeto só deve acontecer na semana que vem, segundo o deputado Marcelo Nilo, presidente da Casa.

Na Alba, servidores de vários órgãos do Estado reclamavam do aumento, abaixo da variação da inflação do período, cantavam e gritavam em protesto. Eles querem a reposição da inflação (5,8%), mais o ganho real de 3%.

"Falta de respeito"

Alguns sindicatos divulgaram notas em protesto contra o reajuste. A diretoria do Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza da Bahia (Sindilimp-BA) classificou o aumento de "inadmissível". Edson Araújo, diretor-executivo do Sindilimp e da Central Única dos Trabalhadores (CUT), disse que Wagner, que surgiu ligado às causas sindicais, não poderia apresentar uma proposta que representa menos da metade da inflação de 2012.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo