Política

Pré-candidato à Presidência, Alckmin não quer armar cidadão, mas pede mais prisões

 

Conhecido por se cercar de membros do Ministério Público e militares para debater segurança, o ex-governador de São Paulo e pré-candidato à Presidência da República, Geraldo Alckmin (PSDB), escolheu desta vez um professor e pesquisador da USP. Leandro Piquet, segundo a Folha, esquadrinhou parte das propostas do tucano. Entre elas, aumentar as vagas em presídios e não armar o cidadão.“Pensamos em investir pesado numa revisão da execução penal no sentido de tornar mais difícil, por meio de propostas de lei, a progressão daqueles infratores violentos e ligados ao crime organizado”, diz Piquet.Piquet sustenta que, ainda que o combate paulista às armas ilegais na virada dos anos 1990 para os anos 2000 tenha sido importante para a redução dos homicídios no estado, foram reestruturações institucionais (nas polícias e no sistema penitenciário) que promoveram a baixa do índice.Em 2001, a taxa de homicídios em São Paulo era de 35,6 por 100 mil habitantes e, em 2017, chegou a 8,02. Fonte : Metro 1

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo