Polícia

Recepcionista é violentada e morta; Corpo foi encontrado na Cia-Aeroporto e acusado é preso

 A recepcionista Marília Matércia Andrade Sampaio foi encontrada morta às margens da BA-526, na estrada Cia-Aeroporto, entre os municípios de Simões Filho e Salvador na manhã deste sábado (30/9). Segundo informações da polícia, Marília apresentava sinais de estrangulamento e tinha indícios de violência sexual. A recepcionista estava vestida com um uniforme do Grupo MAP, empresa que terceiriza mão-de-obra para outras empresas. Ela exercia a função em um edifício comercial, localizado na Avenida Antônio Carlos Magalhães, na capital baiana.

Menos de 12 horas após a polícia localizar o corpo de Marília, equipes do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) localizaram o autor do crime. João Paulo Castro Moreira, 30 anos, foi preso no bairro de Mussurunga, na noite deste sábado (30/9) e autuado em flagrante por homicídio.

O suspeito, que é dono de um lava-jato, utilizou o veículo de um cliente, a Hilux de placa OUT-0735, para abandonar o corpo da vítima. A polícia acredita que ele é autor de crimes semelhantes, cometidos em outros bairros.

A jovem, segundo familiares, era solteira e há alguns dias havia falado sobre uma pessoa que tinha conhecido.  A polícia encontrou indícios fortes de que a vítima foi abusada sexualmente antes de ser morta por esganadura (enforcada).

“Vamos aprofundar as investigações para descobrirmos se agiu sozinho ou com ajuda de outra pessoa. Parabenizo as equipes que passaram todo o dia atrás deste criminoso”, declarou a delegada Simone Coutinho Borges, do DHPP.

Fonte: Simões Filho Online

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo