Polícia

PF apreende arma com secretário e R$ 50 mil em espécie em operação contra fraudes na Bahia; prefeito é afastado

 Polícia Federal apreendeu o valor de R$ 50 mil em espécie na operação Chronos, que investiga fraude em contrato com uma empresa responsável por limpeza e manutenção de prédios públicos da prefeitura de Aracatu, sudoeste da Bahia, nesta terça-feira (19).

Também foi apreendida uma arma com o secretário de Administração de Aracatu, que foi preso em flagrante e solto após pagamento de fiança. A informação é do delegado da Polícia Federal em Vitória da Conquista, Rodrigo Colbe.

Os secretários de Finanças e o de Administração, que não tiveram os nomes divulgados, e o prefeito de Aracatu, Sérgio Silveira Maia, foram afastados das funções por tempo indefinido, nesta terça-feira, por decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, de acordo com a PF. O afastamento ocorreu por pedido da PF, por conta da prática reiterada da fraude.

O montante de R$ 50 mil apreendido foi localizado em uma casa lotérica, na casa do secretário de Finanças de Aracatu e de um empresário. Também foram apreendidos celular, HDs e documentos relacionamentos a pagamentos e licitação.

Segundo a investigação, a fraude no processo licitatório ocorreu entre os anos de 2014 e 2017. Além da cidade de Aracatu, a mesma empresa também foi contratada de maneira fraudulenta pela Palmas de Monte Alto, onde foi deflagrada também nesta terça a operação Syagrus.

O resultado da operação em Palmas de Monte Alto ainda não foi divulgado até o meio-dia. O G1 não conseguiu contato com as prefeituras das duas cidades.

Fonte : G1

 

 

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo