Polícia

Porto Seguro: Índios acusados de matar fazendeiro vão a júri popular

Dois indígenas da etnia pataxó, presos por acusação no assassinato do produtor rural Raimundo Domingues Santos, de 52 anos, devem ir a júri popular ainda neste mês. O fazendeiro desapareceu no dia 9 de agosto de 2014 e até hoje o corpo dele não foi localizado. O crime teria sido motivado por vingança e ocorrido na Fazenda Brasília, zona rural de Porto Seguro, na Costa do Descobrimento. Lourisvaldo da Conceição Braz e Valtenor Silva respondem pelos crimes de sequestro, cárcere privado, homicídio qualificado, ocultação de cadáver e destruição de patrimônio alheio. Segundo o Teixeira News, o veículo de Raimundo foi encontrado – dias após ele ter desaparecido – cortado ao meio, dentro de uma área alagada, próxima ao local onde os índios ocuparam. Ainda segundo relato da filha, o produtor rural iria à propriedade dele, nas proximidades do povoado de Montinho, em Itabela, na Costa do Descobrimento, supostamente a convite dos indígenas, onde pegaria alguns animais e pertences pessoais. Na época, a exemplo da propriedade rural de Raimundo, os índios ocupavam outras fazendas da região e reivindicavam nova demarcação de terras no entorno do Parque Nacional do Monte Pascoal. Os dois índios foram denunciados pelo Ministério Público Federal (MPF), em Eunápolis, no ano passado.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo