Polícia

Edílson Capetinha é indiciado pela Polícia Federal por quatro crimes

O ex-jogador da seleção brasileira Edílson Capetinha foi indiciado nesta segunda-feira (14) pela Polícia Federal por quatro crimes. O ex-atleta é suspeito de integrar uma quadrilha apontada por desvios e fraudes de pagamentos de loterias da Caixa Econômica Federal (CEF). As acusações são crime organizado, corrupção ativa, lavagem de dinheiro e tráfico de influência. "Edílson foi indiciado com as provas contidas na investigação e que são corroboradas com o material apreendido na casa de alguns investigados. Isso reforça o contato direto entre ele e os principais investigados", afirmou a delegada Marcela Siqueira, após depoimento de Edílson à Polícia Federal, nesta tarde. O ex-jogador negou as acusações e segue em liberdade. "Fiz o meu papel de cidadão. Fiz questão de vir a Goiânia para ajudar na investigação. Não ia deixar meu nome ser jogado no lixo", afirmou.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo