Polícia

Bola é condenado a 22 anos de prisão pela morte e ocultação do corpo de Eliza Samudio

 O réu Marcos Aparecido dos Santos, conhecido como Bola, foi condenado a 22 anos de prisão pela morte da ex-amante do goleiro Bruno, Eliza Samudio, e pela ocultação do cadáver da vítima. A sentença foi lida pela juíza Marixa Fabiane Rodrigues Lopes, que presidiu o júri, na noite deste sábado (27) no Fórum de Contagem (MG). A pena  determina 19 anos de prisão em regime fechado pelo homicídio e mais três anos de prisão em regime aberto pela ocultação do cadáver. Formado por sete moradores de Contagem, o júri popular decidiu pela condenação após seis dias. O goleiro Bruno Fernandes, o amigo dele, Luiz Henrique Romão, o Macarrão, e a ex-namorada do atleta Fernanda Castro já foram condenados no caso. O advogado de Bola, Ércio Quaresma, afirmou que entrará com recurso para pedir a anulação do júri. Durante seu interrogatório, o réu disse que "jamais" mataria algúem. BN

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo