Polícia

Dois meses sem Marielle: Anistia Internacional cobra respostas

Após dois meses do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista dela, Anderson Gomes, a Anistia Internacional cobrou a resolução do caso.Segundo a revista Exame, o comunicado do grupo traz declarações da diretora-executiva da instituição no Brasil, Jurema Werneck, mas também dos pais e da irmã da socialista.“A cada dia que se passa as chances de que um caso de homicídio seja resolvido diminui. Não podemos deixar que o assassinato de Marielle fique sem resposta porque a impunidade alimenta o ciclo de violência. É muito importante que a mobilização das pessoas seja cada vez maior. Isso é fundamental para a resolução deste caso”, disse Werneck.Marielle era defensora de direitos humanos, ativista dos movimentos LGBTI e das favelas, além de ser negra e homossexual. Fonte : Metro 1

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo