CulturaDestaqueGeralNotícia

Com presença surpresa de Gilberto Gil, Luiz Caldas lota Concha para comemorar 60 anos

Show comemorativo aconteceu nesta quinta-feira (19)

Eram pouco mais de 19h quando os primeiros acordes da guitarra baiana tomara uma Concha Acústica lotada em plena quinta-feira (19). A plateia cheia tinha um motivo especial: celebrar os 60 anos de vida de um dos pais do axé: Luiz Caldas. Na festa, a expectativa de convidados especiais como os cantores Armandinho Macêdo, Ivete Sangalo, Durval Lelys, o cacique Carlinhos Brown e o maestro Carlos Prazeres. Mas uma presença não anunciada foi a que arrancou mais gritos e aplausos da platéia. Do canto do palco, assistindo ao show, estava Gilberto Gil.

“Vou receber um outro amigo, ele veio para me dar um beijo, então quero que vocês aplaudam muito ele”, pediu Luiz Caldas para anunciar Gil, logo depois de já ter recebido o maestro titular da Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba). Ao cumprimentar o ex-ministro da Cultura, Caldas se ajoelhou e recebeu a mesma reverência vinda do Imortal. Juntos, os dois cantaram “Toda Menina Baiana”, de Gil. Após a participação, o artista seguiu assistindo ao show na lateral do palco e foi celebrado por outros convidados como Ivete, Durval e Armandinho. “Deixa eu dar um beijo em Gil antes (de cantar)”, disse a cantora baiana após ser chamada ao palco por Caldas.

Ivete, a pedido do anfitrião, aproveitou a Concha lotada para cantar sua nova música “Cria da Ivete”, aposta da artista para o Carnaval de 2023. “Ele quer que eu cante uma música que eu lancei ontem, gente”, questionou Ivete com o público depois de ouvir o pedido de Luiz Caldas para que cantasse “uma música nova, massa”. Ao questionamento da artista, o aniversariante respondeu: “É claro. eu não sou besta”, disse, brincando.

Os parabéns da noite, que já tinham sido puxados pela plateia logo no início da apresentação, ficaram a cargo de Carlinhos Brown. que chegou a descer do palco e ficar próximo a plateia enquanto puxava o coro de “Parabéns para você”. Na chegada de cada novo convidado, um momento para contar histórias sobre amizade e lembrar como se cruzaram os caminhos de Caldas e do artista da vez. “Conheci Durval ainda antes do nascimento do movimento axé music”, lembrou o aniversariante ao se recordar que foi o responsável por produzir o primeiro disco de Lelys, ainda com a banda Pinel. “Conheci Luiz com 16, 17 anos, querendo saber mais sobre a guitarra baiana, e hoje se tornou esse gênio, que toca qualquer instrumento”, celebrou Armandinho Macêdo ao ser chamado ao palco. 

Entre os sucessos que puxaram o público para cantar em coro estavam, Magia, escolhida para abrir o show, Tieta, Selva Branca, e Chame Gente.  Para encerrar o show, Caldas agradeceu. “Eu não tenho palavras para dizer, para agradecer, muito obrigado pela presença e pelo carinho e que Haja Amor para todos”, disse anunciando mais um sucesso, escolhido para encerrar a apresentação. Durante a última música, o anfitrião ainda recebeu de novo, Durval e Ivete e Armandinho que cantaram juntos os versos tão conhecidos. Em duas horas de show, Luiz Caldas comemorou e deixou o público pronto, e ainda mais ansioso, pelo reencontro que se anuncia com o Carnaval.

Fonte: Metro 1

Veja vídeo com momentos do show:

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo