DestaqueNotíciaPolítica

Bolsonaro no PP e os desafios de João e Cacá Leão na Bahia

A possibilidade do presidente Jair Bolsonaro se filiar ao PP, considerada cada vez maior, torna a relação entre os progressistas e o PT no Bahia constrangedora. Viria de João Leão uma das resistências à chegada de Bolsonaro ao partido, porém ele não deve ser suficiente para barrar a filiação do presidente. Pelo menos já há um prazo para uma definição: Bolsonaro tem novembro como limite para colocar de vez em risco a relação entre Leão e os petistas baianos.

A chance de uma aliança formal entre o presidente e o PP já foi tema de uma coluna. Na época, era algo ainda remoto, no campo das especulações. Agora, com contornos mais bem definidos, expõe as contradições do jogo político no Brasil. Nacionalmente, Ciro Nogueira aposta com todas as forças na reeleição de Bolsonaro e obriga o próprio partido a romper com o PT na Bahia. Isso geraria dois caminhos: ou Leão sairia candidato rompendo com Jaques Wagner e Rui Costa ou o acordo do tripé PP-PT-PSD faria vista grossa com o antipetismo de Bolsonaro. Alguém apostaria na segunda opção?

Leão brada a todos os ventos que será governador da Bahia. Aposta na saída de Rui como candidato ao Senado para ficar com o mandato tampão. Porém o PT apostaria nisso, deixando um novo aliado do Planalto como governador? O vice dificilmente deixaria o PP, partido que transformou em uma potência política na Bahia. São tantas nuances que há uma conta muito difícil de fechar. É incompatível ter Bolsonaro no PP e a aliança continuar na Bahia. Como então contornar esse quadro? Ainda não consigo ver uma saída para esse beco.

Cacá Leão, hoje considerado um dos principais articuladores da legenda por essas bandas, é um dos nomes mais próximos da cúpula do PP nacional, responsável por ditar as regras na República. No desafio da sucessão política, essa será a grande chance do herdeiro do vice-governador definir a sua marca localmente. Ele será fiador da relação com Bolsonaro e com o PT e achar uma forma de contornar essa saia justa? Ao mesmo tempo em que ainda mantém excelente relação com o grupo político de ACM Neto? Independente do caminho a tomar, o deputado federal terá a oportunidade de mostrar se o DNA de João Leão manterá a ascendência na Bahia.

Fonte: Bahia Noticias

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo