DestaqueNotícia

Calor causa impacto na inflação e ameaça preço de alimentos e energia

Brasil registrou recordes de consumo elétrico por dois dias consecutivos

As altas temperaturas que serão registradas nos próximos meses no Brasil podem causar impacto na inflação. Segundo analistas, a chegada do verão e os efeitos da crise do clima podem pressionar itens como alimentos e energia elétrica. 

O calor já atingiu produtos como ar-condicionado e ventiladores. Em outubro deste ano, os preços subiram 6,09%, segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

Os números representaram uma alta de 10,54%, a maior desde outubro de 2020. De acordo com o IBGE, a razão pode ser o calor e a seca histórica no Amazonas, responsável por dificultar a produção no estado. 

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), prevê a necessidade de geração térmica adicional para conseguir atender a demanda causada pelos picos de calor em novembro e dezembro de 2023. De acordo com o órgão, a situação estava prevista desde a última reunião do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE), realizada no dia 8 de novembro. 

Diante da alta do calor, o consumo de energia elétrica no Brasil bateu recordes em dois dias consecutivos, na segunda-feira (13) e terça (14). Nas ocasiões, o Sistema Interligado Nacional (SIN) ultrapassou a faixa de 100 mil MW (megawatts), segundo a ONS. 

Fonte: Portal A Tarde

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo