Geral

Cidadãos dormem na fila da Casa da Cultura de Maragogipe para acompanhamento do Bolsa Família

 
Um erro não justifica outro. Esta deve ser a frase mais marcante que atravessa o município de Maragogipe. Se em diversos outros programas sociais havia irregularidade, porque o Bolsa Família que tem mais de cinco mil famílias para fazer acompanhamento não terá? Se é preciso organizar, que se organize, mas é preciso respeito ao cidadão. (Informações do número de acompanhamento e percentual do Bolsa Família AQUI)
 
 
Na última segunda-feira (4), Nelson Querino publicou em seu Blog Maragojipanidade o seguinte sentimento:
 
Hoje dia (05), me deparei com uma cena um tanto revoltante, eram precisamente, 04h da manhã e encontrei muitas senhoras e crianças, revoltadas na porta da Casa da Cultura, onde muitas diziam ter passado a noite, que era para fazer o acompanhamento do Programa Bolsa Família fiquei revoltado, haja vista que a há anos o acompanhamento são realizados nos PSF’s mais próximo da casa onde residem as famílias mais agora as famílias é que estão vindo de todas as partes da cidade para realizar o procedimento na Casa da Cultura, isto é um absurdo, uma falta de respeito com o Cidadão, que paga seus impostos , famílias e mais famílias ao relento ou enfrentado os perigos das estradas vicinais, assistam o vídeo a baixo e vejam o descontentamento do povo.
 
Com certeza esse secretario e a Prefeita não conhece o município e vida dura desse povo.

 
Segundo as informações que obtivemos, nos anos anteriores, os agentes de saúde ajudavam no processo de coleta de informações na área das comunidades, evitando esse transtorno. Maragogipe tem mais de cinco mil famílias cadastradas, o que deve beneficiar, aproximadamente, 15 mil pessoas. Hoje, segundo informações dos próprios agentes de saúde, a atual administração diz que o modo com que faziam o acompanhamento estava irregular, e por este motivo, a centralização do programa. Pergunta-se: Por quê os agentes de saúde não podem ajudar neste momento, para facilitar e agilizar o atendimento?

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo