Geral

Cachoeira: Comerciantes da Praça 25 de Junho reclamam de muitos prejuízos por causa de reforma do local

Comerciantes da Praça 25 de Junho em Cachoeira, no Recôncavo Baiano, estão reclamando da reforma do local, pois segundo eles, estão "amargando altos prejuízos".

Em contato com o Diário da Notícia, proprietários de comércios na 25 dizem que até o momento não sabem quando a reforma vai terminar e que está muito devagar a obra. Os comerciantes dizem que já estão demitindo funcionários por conta da queda do movimento. "Já estamos demitindo funcionários por causa dos prejuízos que a obra está causando. Percebemos que só tem dois funcionários trabalhando na reforma e estamos sem saber quando vai ser concluída essa obra,"  disse Francine Torres, filha do proprietário de um bar da praça.

De acordo com os comerciantes, a prefeitura de Cachoeira não comunicou nada para eles sobre a reforma. "O prefeito Tato e sua equipe não nos procurou pra falar nada. Só foi chegando fechou a Praça, tirando os paralelepípedos e não estamos vendo nada acontecendo. As vendagens estão caindo cada vez mais e com isso estamos em uma de horror." Diz d. Edna, proprietária de outro estabelecimento na Praça 25.

Os comerciantes têm muitas reivindicações por causa dessa obra, inclusive por não saberem, até o momento, o que será feito na Praça. "Até agora não sabemos o que vai ser feito aqui na Praça, se será um calçadão, ou se vão colocar o calçamento outra vez – estamos a mercê. O turismo de Cachoeira caiu, aqui é um dos principais pontos turísticos da cidade. Estou tendo que demitir funcionários, dá férias a outros por causa dessa baixa nas vendas e na hospedagem da minha pousada. Vamos colocar um caixão ali na entrada para simbolizar a morte da Praça 25 de Junho por conta desta reforma." Disse Daniel, proprietário de uma pousada e restaurante localizado na praça. 

Em contato com o Secretário de Obras do município, Edgar Moura, disse que está marcada para a próxima segunda-feira, 06/11, uma reunião com os comerciantes da Praça para tratarem de todas as reivindicações. 

 

Fonte: Diário da Notícia

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo