Geral

Demolição da antiga sede do Bahia é suspensa

A derrubada da antiga sede de praia do Esporte Clube Bahia, na Boca do Rio, foi suspensa quando os operadores de máquinas já estavam no local, nesta sexta-feira (8). O serviço foi embargado porque os responsáveis não haviam solicitado o alvará de demolição à Superintendência de Controle e Ordenamento do Uso do Solo do Município (Sucom). A assessoria de comunicação do Esporte Clube Bahia informou que a empresa terceirizada contratada para demolir as estruturas da antiga sede, a Ambiental Serviços e Comércio, desconhecia a necessidade do alvará, uma vez que já havia sido assinado um termo de ajustamento de conduta (TAC) do Ministério Público. De acordo com reportagem publicada no A Tarde, a promotora do Ministério Público, Rita Tourinho, responsável pelo TAC, afirmou que a obrigatoriedade não precisa estar especificada no acordo. A assessoria de imprensa da Sucom lembrou  por sua vez que  o termo não  dispensa à empresa do cumprimento dos trâmites legais. O clube está sujeito a multa pela ausência do alvará  e as obras só poderão ser retomadas após a obtenção do documento e a  consequente  autorização do órgão fiscalizador. O Esporte Clube Bahia informou que já providencia o alvará para que a demolição prossiga  logo após o Carnaval. 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo