Geral

Folga a 3.500 funcionários deixa clima de preocupação na Ford de Camaçari

 O Complexo Automotivo Ford em Camaçari paralisou completamente a produção ontem e vai permanecer parado hoje, dando folga para cerca de 3.500 funcionários. Segundo a Federação dos Trabalhadores Metalúrgicos e Mineradores da Bahia, a situação pode ficar pior se for confirmada a previsão de férias coletivas e até demissões. 

 
A Ford negou a possibilidade apontada pelo sindicato. Em nota, a montadora informou apenas que a paralisação da montagem de carros, entre os dias 12 a 14 de agosto, e da montagem de motores, entre 10 e 14, tem o objetivo de ajustar o ritmo de produção à demanda do mercado.
 
De acordo com o diretor da Federação dos Trabalhadores Metalúrgicos e Mineradores da Bahia e funcionário da Ford, Júlio Bonfim, apesar de ter fechado um acordo com a categoria quanto ao reajuste salarial e outros benefícios, a fábrica não descarta a possibilidade de haver férias coletivas em setembro e a demissão de 600 funcionários.
 
“Em julho de 2014 eles quiseram demitir 600 trabalhadores e a gente reagiu. A fábrica voltou atrás e a questão ficou para ser discutida no futuro. Este ano, nas mesas de negociação, houve novamente essa ameaça, mas deixamos bem claro que se houver demissão em massa vamos fazer greve por tempo indeterminado”, garante Bonfim, declarando ainda que o momento é de alerta geral.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo