Geral

Índices mostram que, na média, tropa da PM já beira a obesidade

O pique não atingiu 100 metros. Com seus 115 quilos, boa parte concentrados na região abdominal, o soldado Rocha* abortou a perseguição no bairro de Itapuã, onde viu o ladrão roubar uma mochila e desaparecer na esquina. Arfando, com a silhueta um tanto quanto avantajada, levou as mãos aos joelhos. “O pessoal que passava ainda riu da minha cara. Inclusive a vítima. Eu tava botando os bofes para fora”, conta.

Testemunhar um policial gordinho perder uma corrida para o ladrão pode até parecer engraçado, mas, no caso da Polícia Militar da Bahia, a situação resume um problema. 

Levantamento ao qual o CORREIO teve acesso mostra que o Índice de Massa Corporal (IMC) da PM é, em média, de 29,5 kg/m². A Organização Mundial de Saúde (OMS) considera que, entre 25 e 29,9, o indivíduo tem sobrepeso. A partir de 29,9 já é tratado como obeso de nível 1. 
Ou seja, a tropa da PM baiana beira a obesidade. O índice foi confirmado pelo Departamento de Saúde (DS) da corporação, que obteve a média do IMC a partir da avaliação física de 6,2 mil policiais nos últimos cinco anos. 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo