Geral

Abastecer com gasolina ainda é vantagem para motoristas na Bahia

A queda de 6,8% do preço de etanol hidratado no Brasil, conforme anunciado pela Associação Nacional de Petróleo (ANP), tornou seu uso mais vantajoso nos estados de São Paulo, Mato Grosso, Paraná e Goiás. Na Bahia, entretanto, especialistas afirmam que a utilização da gasolina como combustível ainda é mais rentável para o consumidor porque o Estado não é autossuficiente na produção de etanol.

De acordo com o presidente do Sindicato do Comércio de Combustíveis da Bahia (Sindicombustíveis-BA), José Augusto Costa, a vantagem não chega à Bahia porque o estado não é produtor de etanol nem tem áreas de produção. “Essa retração do etanol ocorreu em estados produtores ou em estados com áreas produtoras. A Bahia não é autossuficiente. Quase todo etanol é importado de outros estados”, afirmou.

Na última semana, a ANP informou que os preços finais do etanol hidratado para o consumidor tiveram redução de 6,8% no País. No entanto houve também uma queda de 0,9% na gasolina, tornando a relação entre os valores dos combustíveis de 68% nos estados de São Paulo, Mato Grosso, Paraná e Goiás.

Segundo o membro do Conselho Federal de Economia, Paulo Dantas Costa, o álcool torna-se mais vantajoso quando seu valor fica abaixo de 70% do preço da gasolina. Não é o que tem ocorrido na maioria de postos da capital baiana, por exemplo.

Enquanto o valor da gasolina varia entre R$ 2,90 a R$ 3, o etanol oscila entre R$ 2,15 à R$ 2,30. “O álcool é vantajoso, por exemplo, se valer pelo menos 70% do preço da gasolina”, diz o especialista. Ele explicou que o cálculo é simples. “Você pega o preço do álcool e divide pelo  preço da gasolina. Se o resultado der em torno de 0,7% ou abaixo disso,  é vantagem”, disse.  Com base em cálculos nos valores dos postos da capital baiana, o resultado fica em torno de 0,7 a 0,74.

Para o economista, a gasolina ainda é mais rentável e vantajosa. “Com o etanol, eu gasto mais e sou obrigado a retornar mais cedo para o posto de combustível. Não há esse preço tão abaixo ao de 70% do preço da gasolina”, acrescentou. 

Para a Agencia Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a queda  no valor do etanol hidratado está atribuída à resolução da agência reguladora, que estabeleceu critérios para a aquisição e formação de estoque do etanol. Aliado a isso, houve a recente desoneração fiscal pelo Governo Federal, isentando o etanol do PIS/Cofins. Conforme o órgão regulador, há vantagem econômica em São Paulo, Paraná, Mato Grosso e Goiás. Em Minas Gerais e Mato Grosso do Sul, a relação de preços entre o etanol e a gasolina comum encontra-se próximo a  70%. 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo