Geral

Aulas na UFBA são suspensas devido à paralisação dos vigilantes

Os vigilantes terceirizados da Universidade Federal da Bahia (UFBA), iniciaram na manhã desta quinta-feira (22), uma paralisação que vai durar 24h e acabará às 7h desta sexta-feira (23). Com a greve, as aulas serão suspensas a partir das 18h.

Em nota, a universidade diz que 30% do efetivo continuará trabalhando e que mantém diálogo com a empresa MAP, a fim de reduzir as pendências financeiras com a empresa, e também com o sindicato da categoria.

Confira a nota na íntegra:

A Universidade Federal da Bahia reconhece o direito a manifestação dos profissionais da vigilância e mantém diálogo com a MAP – na busca de alternativas para reduzir as pendências financeiras com a empresa – e também com o sindicato da categoria. A administração da UFBA, visando a segurança da sua comunidade, solicitou que, durante a paralisação de 24 horas, decidida em assembleia geral realizada na manhã de hoje, seja mantido os 30% da equipe, conforme prevê a legislação pertinente. A Polícia Militar foi alertada e já está reforçando a ronda no entorno dos campi.

A grave situação orçamentária atravessada pela universidade, produto da defasagem da dotação acumulada nos últimos cinco anos, do contingenciamento de recursos e do bloqueio de 30% de seu orçamento pelo Ministério da Educação, afeta diretamente a vida dos membros de sua comunidade, entre eles os trabalhadores terceirizados. Esse quadro, como é amplamente sabido, vem impedindo a instituição de manter em dia pagamentos a seus fornecedores, situação que a Reitoria tem buscado solucionar através de sucessivas tentativas de diálogo com o Ministério. Manter a universidade em funcionamento é prioridade da administração central da UFBA.

 

Fonte: Aratu Online

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo