Geral

Apesar de liminar da Justiça, família não consegue transferência de bebê com tumor em Itabuna

A Justiça concedeu uma liminar – decisão provisória – para que o Estado da Bahia transfira a recém-nascida, Shopia Guimarães Aguiar, para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal. O pedido, feito pela mãe da bebê, Luana Guimarães Santos, foi concedido pelo juiz da 8ª Vara da Fazenda Pública, Pedro Rogério Castro Godinho.

Com apenas 12 dias de vida, a recém-nascida já foi diagnosticada com tumor na cervical, de cerca de 4/5 centímetros, e só consegue respirar com ajuda de aparelhos. Ela está internada no Hospital Manoel Novaes, em Itabuna, a 420 km de Salvador.

Segundo a Justiça, o Estado deve custear a realização do internamento, cirurgia e transferência (através de transporte aéreo) ao Hospital Santa Izabel. Em caso de descumprimento, o magistrado determinou pena de multa diária ora arbitrada em R$ 1 mil, até o limite de R$ 30 mil, a ser revertida em favor da parte autora.

Apesar da decisão, o Governo do Estado ainda não transferiu a menina para um hospital adequado. Segundo o tio da recém-nascida, Jorge Tadeu Pacheco, o quadro de saúde dela se agravou. “Eles não cumpriram a liminar. Era para cumprir até sexta-feira. A situação dela piorou e agora ela está com pneumonia”, disse.

Ao site, a assessoria da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) informou que a equipe da Central Estadual de Regulação está ciente do caso e está em busca de um leito especializado para a transferência da bebê.

 

Fonte: Metro1

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo