Geral

Polícia prende suspeitos de fraudar indenizações da Vale em Brumadinho

A Polícia Civil de Minas Gerais, desde a semana passada, prendeu dez pessoas por tentativa de falsificação de atestado dos postos de Saúde da Família. Os documentos falsos eram utilizados como comprovante de residência para o recebimento de indenização paga pela Vale aos moradores do município.

Além dos presos, 39 suspeitos estão sendo investigados desde o rompimento da barragem Córrego do Feijão, em janeiro deste ano. “Documentos apresentados pela Vale à Polícia Civil confirmam o ganho imediato dos fraudadores, lembrando que tal indenização é devida desde janeiro de 2019, sendo os retroativos depositados aos beneficiados em uma só vez, e será concedida até o mês de dezembro de 2019", explicou a delegada Ana Paula Gontijo.

A Polícia Civil apurou que os documentos fraudados eram comprados de um falsário e os suspeitos pagavam entre R$ 500 e R$ 700 pelas declarações. “Ele forjava o papel timbrado, o carimbo do posto de saúde, e chegou até mesmo a falsificar a assinatura de uma enfermeira", apontou a delegada.

 

Fonte: Metro1

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo