Geral

Policiais são presos por cobrar dinheiro dos motoristas em falsa blitz

Sete policiais foram presos em flagrante na noite do último sábado (19) por simularem uma operação Lei Seca e cobrarem quantias para liberar os motoristas. Segundo a SDS, Secretaria de Defesa Social, o flagrante aconteceu em Porto de Galinhas, quando foram abordados. De acordo com investigação, os policiais paravam de 10 a 15 carros por noite nas falsas blitzen e cobravam entre R$ 1 mil e R$ 1,5 mil em dinheiro para liberar os motoristas. A denúncia chegou às autoridades no final de 2018 e uma operação foi montada para flagrar o esquema. A SDS informou que eles foram autuados por concussão, que é a extorsão praticada por servidores públicos, contra condutores abordados em ações de fiscalização. Em nota, o secretário de Defesa Social, Antônio de Pádua, apontou que os policiais podem ser excluídos da PM, após procedimento administrativo disciplinar. As investigações seguem em busca de outras possíveis vítimas. Fonte: Metro 1

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo