Geral

Lauro: Depois de parto em corredor de hospital, mulher dá à luz na rua por falta de obstetra

Quando chegou ao hospital, que fica em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador, a mulher, que não teve o seu nome divulgado, falou com o segurança da unidade que estava com muitas dores e pediu para ser levada a outra unidade de saúde para ter o bebê. Depois de um tempo na unidade, ela e a amiga decidiram ir embora. Segundo o G1, a dupla tinha apenas R$ 20, e chegou a solicitar uma corrida a um taxista que estava no local, no entanto, ele cobrou R$ 30 pelo serviço e negou-se a transportar a mulher para outro hospital. De acordo com a diretora de gestão da rede hospitalar da Secretaria Estaduak de Saúde (Sesab), Tereza Paim, faltam obstetras no hospital, no entanto, existem outros profissionais que poderiam dar assistêmcia à gestante. "O acolhimento é necessário. A gente, às vezes, não tem o obstreta. É uma classe de especialistas que nem sempre está disponível, mas a gente tem um enfermeiro obstreta, um médico clínico, que no caso da segunda paciente, acolheu a paciente. Então, não necessariamente será o obstreta que dará o primeiro atendimento, existem todos os fluxos de acolhimento que fazem isso acontecer" declarou Tereza. A diretora de gestão hospitalar da Sesab, juntamente com a Secretaria de Saúde e a direção do hospital prometem reforçar a capacitação dos funcionários da unidade para evitar novos casos. Segundo a diretora de gestão, novos profissionais devem ser contratados para atender à demanda. Fonte: Bahia Notícias

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo