Geral

Brasil e outros países devem ficar isentos das taxações sobre aço e alumínio de exportadores dos EUA



O representante de Comércio, Robert Lighthizer, informou, nesta quinta-feira (22), que o Estados Unidos decidiu excluir o Brasil, a União Europeia, a Coreia do Sul, a Argentina e a Austrália das taxações sobre o aço e o alumínio.  De acordo com Lighthizer, as isenções se aplicam a parceiros do Tratado de Livre Comércio da América do Norte (México e Canadá) e as citadas acima. Entretanto, durante o anúncio da medida o presidente Donald Trump já teria excluído a cobrança o Canadá e o México afirmando que poderia incluir outros países na lista de exceções. Caso se concretize a medida, o Brasil e os outros países não serão mais cobrados tarifas dos principais exportadores de aço para o Estados Unidos.  Vale ressaltar que no início de março, Donald Trump anunciou novas taxas para importação do aço e do alumínio, ou seja, serão cobrados 25% a mais para o aço e 10% a mais para alumínio. A medida vai entrar em vigor nesta sexta-feira (23).  O presidente Michel Temer afirmou em discurso na véspera do anúncio que os EUA suspenderiam a sobretaxa do aço para o Brasil, entretanto, o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic) ressaltou que não teria uma decisão oficial sobre isso. Além disso, relatou que o governo Trump avaliaria a não aplicação das sobretaxas ao Brasil. Fonte: Bocão News 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo