Esportes

Comandando o Bahia, Guto tem 86% de aproveitamento em casa

O maior motivo para o torcedor tricolor acreditar na recuperação imediata na Série A, após derrota por 2×0 para o Internacional, na estreia, é o bom desempenho da equipe dentro de casa. Sábado (21), às 16h, contra o Santos, na Fonte Nova, o Bahia fará a primeira das 19 partidas que terá como mandante ao longo da competição.Em 2018, dos 10 jogos que fez em casa, o time venceu oito, empatou um e perdeu um, o que corresponde a um aproveitamento de 83%. A estatística é ainda melhor quando um personagem em questão passa a ser protagonista: Guto Ferreira.Os índices do técnico são mais altos, considerando as partidas nos domínios do tricolor. Desde a sua primeira passagem, entre agosto de 2016 e junho de 2017, e o seu retorno, no início deste ano, foram 37 partidas em casa, com 31 triunfos, três empates e outras três derrotas, o que corresponde a um aproveitamento de 86%.A força do Bahia de Guto na Fonte Nova já foi comprovada quando, na Série B de 2016, o time venceu as nove partidas do segundo turno em casa, ou ainda quando teve 100% de aproveitamento como mandante no título da Copa do Nordeste em 2017. Este ano, a única derrota até então foi justamente na estreia do time na temporada, 1×0 diante do Botafogo-PB. O jogo marcava o retorno do treinador ao clube após passagem pelo Internacional no ano passado.Os números se tornam ainda mais significativos quando comparados ao desempenho da equipe fora de casa. Guto Ferreira comandou o Bahia em 41 oportunidades como visitante e conseguiu 13 triunfos, 15 empates e sofreu 13 derrotas. O aproveitamento cai exatamente pela metade, para 43%.O percentual é inferior até mesmo ao da atual temporada, em que a equipe fez 11 partidas fora. Venceu cinco, empatou duas e perdeu quatro, obtendo assim 51% de aproveitamento. Fonte : Correio

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo