Entretenimento

Após polêmica com PM, esposa defende Daniela Mercury

 Após ser acusada de fazer gestos obscenos e xingar os frequentadores do camarote da Polícia Militar, no Campo Grande, a cantora Daniela Mercury foi defendida nas redes sociais por sua esposa – a jornalista Malu Verçosa. Daniela e sua assessoria negaram as agressões. 

 
No texto, Malu fala que a produção da cantora sabia que sua produção de carnaval iria mexer com “muitas questões da nossa sociedade” e que “podíamos despertar críticas e ódio”. 
 
“Mas qual a função de um artista na sociedade, se não for o de contestar, estimular o livre pensar e provocar transformações que façam com que esse lugar que vivemos seja melhor para todos e nao para segmentos privilegiados? Eu vi o que aconteceu na terça-feira de carnaval na sua cidade, depois de um desfile lindo. Eu fui testemunha. Poderia depor sob juramento sobre o que aconteceu. Mas quem não viu, ouviu uma história mentirosa, agressiva e impregnada de preconceitos, até surrealista!”, desabafou. 
 
Segundo a jornalista, “veículo sérios” acataram a versão da assessoria de Daniela sobre o ocorrido durante o carnaval. Outra parte, ainda de acordo com Malu, ficou no dinheiro. 
 
“O que mais pode interessar além do apedrejamento público e das agressões cheias de ódio a essa MULHER forte, batalhadora, que exerce seu papel social como artista, cidadã, que não se cala diante de ameaças, corajosa e inteligente? É isso. Ela é mulher! A gente tem que estar cheirosa, sem palavrão na boca, subserviente, obediente e sem questionamentos sobre o mundo, sobre a sociedade e, muito menos, sobre o poder do homem branco e hetero. Melhor nem falar sobre isso. Melhor mesmo é continuar a sua luta em todas as partes e diante de vários fronts. Eu estou com você. Eu entendo você. Eu te respeito do jeito que todos aqui deveriam te respeitar. E Eu te peço desculpas em nome de todos que foram injustos e que carregam tanto ódio dentro de si”, pediu.
 
Nesta terça-feira (7), a Secretaria de Segurança Pública (SSP) determinou que agressões e ameaças à cantora e sua família fossem apuradas criminalmente. 
 
MOÇÃO – Surfando na polêmica, o vereador de Salvador, Alexandre Aleluia (DEM), propôs uma “moção de repúdio” ás supostas agressões de Daniela Mercury à PM. O projeto ainda não foi votado.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo