Entretenimento

Rubens Barrichello conta que se sentiu pressionado após morte de Senna

Rubens Barrichello, ex-piloto da Ferrari, contou em entrevista ao Programa do Porchat que foi ar nesta quarta-feira (9), que se sentiu a pressão de pilotar após a morte de Ayrton Senna em 1994. “Abracei uma causa que não era minha naquele momento”, disse Rubinho. Ele afirmou que “ninguém substitui ninguém” e rasgou elogios ao único brasileiro a ser campeão mundial no esporte: “Um esportista nosso, que a gente tem que levantar a mão pro céu”.Atualmente na Stock Car após se aposentar da Fórmula 1, o piloto também comentou a internação em fevereiro por suspeita de Acidente Vascular Cerebral (AVC), quando ficou internado por 13 dias: “Eu fechava o olho a minha mente estava branca, me libertei de vários pensamentos”. Fonte : bahia.ba

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo