COVID-19

Reino Unido aprova medicamento da Merck contra covid-19

O Reino Unido anunciou nesta quinta-feira, 4, que é o primeiro país do mundo a autorizar o molnupiravir, o tratamento em comprimidos contra a covid-19 desenvolvido pelo laboratório americano Merck Sharp & Dohme (MSD).

“Hoje é um dia histórico para nosso país, porque o Reino Unido é agora o primeiro país do mundo a aprovar um antiviral contra a covid-19 que pode ser tomado em casa”, afirmou o ministro da Saúde, Sajid Javid, em um comunicado.

“Isto mudará a situação para os mais vulneráveis e os imunodeprimidos, que em breve poderão receber o tratamento revolucionário”, acrescentou.

O molnupiravir foi autorizado pela agência reguladora britânica, a MHRA, para as pessoas que sofrem de covid-19 leve ou moderada e apresentam ao menos um fator de risco de desenvolver a forma grave da doença (obesidade, idade superior a 60 anos, diabetes ou doenças cardíacas).

Os antivirais, como o molnupiravir, atuam reduzindo a capacidade de reprodução do vírus, freando assim a doença.

O uso deste fármaco pode ter duas funções: tanto para evitar que os infectados sofram sintomas graves, como para evitar que as pessoas que tiveram contato com o paciente desenvolvam a doença.

Se for administrado em pacientes nos dias posteriores a um teste de diagnóstico positivo reduz em 50% as possibilidades de hospitalização, de acordo com um teste clínico da Merck.

O Reino Unido tem um dos balanços mais graves do mundo em contágios por covid-19 e o governo anunciou em outubro a encomenda de 480.000 tratamentos de molnupiravir.

O país contabiliza mais de 140.000 mortes por coronavírus e registra atualmente um aumento dos casos, com quase mil hospitalizações por dia.

Forte: ATarde

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo