COVID-19Destaque

Estudo francês confima eficácia das vacinas anticovid e redução em 90% dos casos graves

Foram analisados dados de 22 milhões de pessoas de mais de 50 anos. Os resultados também consideram a variante delta

Os resultados da maior pesquisa em termos de população sobre a eficácia das vacinas anticovid foram divulgados nesta segunda-feira (11). O estudo francês concluiu que vacinados contra a Covid-19 têm nove vezes menos riscos de serem hospitalizados ou morrer em decorrência do novo coronavírus.

Os autores responsáveis pelo estudo fazem parte da Epi-Phare, grupo científico que associa a Agência Francesa do Medicamento (ANSM) e o Seguro Saúde Nacional francês (Cnam).

Segundo o epidemiologista Mahmoud Zureik, diretor da Epi-Phare, a redução do risco de hospitalização foi observada a partir do 14° dia após a segunda dose. O resultado vale para as vacinas Pfizer-BioNtech, Moderna e AstraZeneca. O imunizante da Janssen, aprovado no país, ainda não havia sido autorizado no início das pesquisas e, por isso, não foi incluído no estudo.

Em relação à variante delta, a mesma passou a predominar na França um mês antes do fim do estudo. Os resultados obtidos foram semelhantes aos períodos anteriores, com eficácia de 84% em pessoas com mais de 75 anos e de 92% na faixa de 50 a 74. Porém, os autores ressaltam que um mês é pouco para “avaliar o impacto real da vacinação em relação à variante delta” e que a análise deve continuar integrando dados de agosto e setembro.

Fonte: Metro1

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo