Cotidiano

Refinaria Landulpho Alves passa por auditoria depois de explosão

Dois técnicos da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE) fizeram, ontem, uma vistoria na unidade 38 da Refinaria Landulpho Alves. Eles investigaram as causas da explosão que aconteceu, no último domingo, em um vaso gerador de nitrogênio e que deixou três funcionários gravemente feridos.  Segundo o chefe de segurança da SRTE, Flávio Nunes, durante a vistoria foram constatadas irregularidades na jornada de trabalho dos funcionários. “Nos últimos 12 meses, foram emitidos 58 autos de infração por excesso de jornada. Hoje, foi observado que esse é um problema que ainda persiste.O excesso reduz a habilidade e atenção, provocando acidentes”, disse Nunes.  A investigação ainda não foi concluída e os técnicos realizarão uma nova auditoria amanhã. De acordo com o chefe de Segurança, a Petrobras deverá apresentar documentos sobre as horas de trabalho dos funcionários, além de documentos que comprovem as medidas de segurança adotadas na Refinaria Landulpho Alves. Representantes do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil, Montagem e Manutenção Industrial de Candeias (Siticcan) e do Sindicato dos Petroleiros da Bahia(Sindipetro) acompanharam a auditoria.

Refinaria já teve mais de 100 multas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo