Cotidiano

Ex-goleiro Bruno diz que capina e costura bola na prisão

Preso desde 2010, acusado por participar da morte da mãe de seu filho, o ex-goleiro Bruno, 29, abate um dia de pena a cada três trabalhados na penitenciária de segurança máxima de Contagem, na zona metropolitana de Belo Horizonte.  “Qualquer trabalho eu encaro. Já costurei bola aqui dentro (…) Também já fiz diversos tipos de artesanato, trabalhei na lavanderia, na fábrica de blocos de concreto (…) Eu estava capinando. Tudo que puder fazer para remir minha pena, vou fazer, para abreviar meus dias neste lugar”, disse em entrevista à edição de abril da revista “Placar”.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo