Cotidiano

Estudantes da UFRB e personalidades cachoeiranas realizam documentário contra o racismo e a intolerância religiosa

CACHOEIRA – Após uma semana inteira de filmagens e entrevistas com personalidades cachoeiranas para o documentário "Cachoeira por uma perspectiva Afro", os estudantes da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia dos cursos de História (Daniel Souza) e Cinema (Lucas Santana e Thiago Araújo), acompanhados pelo ativista e integrante do movimento negro cachoeirano, Badinho,  disseram encantados com as primeiras entrevistas.

“Todos os entrevistados estão cientes da sua importância na preservação da cultura e religião de matriz africana e sabem do quanto são importantes para o combate ao racismo e a intolerância religiosa”, relatou o graduando Daniel Souza. 

O documentário que está em processo de produção está inserido perfeitamente com a Lei Federal 10.639/03, que altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB – Lei 9.394/96) e torna obrigatório o estudo sobre a cultura e história afrobrasileira e africana nas instituições públicas e privadas de ensino e as Diretrizes Curriculares Nacionais para a implementação da Lei, são políticas de ações afirmativas, fruto de anos de luta do Movimento Negro para que o estado brasileiro reconheça o racismo e trace estratégias para combatê-lo.

“Sabemos da importância histórica dos negros da cidade de Cachoeira contra o racismo e a intolerância religiosa. Eu sou um privilegiado por ter morado em Cachoeira. Ela respira o discurso da resistência que é tão importante para a vida de crianças e jovens que vivem presos as teorias racistas. Faremos de tudo para realizarmos um bom material”, diz Daniel Souza.  

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo