Acidentes

Três trabalhadores são resgatados de fazenda em Ribeirão do Lago em condições análogas às de escravo

Três trabalhadores em condições análogas às de escravo foram encontrados nesta segunda-feira (5/8) em uma fazenda em Ribeirão do Lago, município do interior baiano. De acordo com a Superintendência Regional do Trabalho na Bahia (SRT), os funcionários não possuíam registro na carteira de trabalho, e um deles estavam trabalhando há 14 anos sem direito a férias e 13º salário.

Os alojamentos em que os trabalhadores estavam eram de difícil acesso, e apresentavam péssimas condições. "dormiam no mesmo local utilizado para guarda de alimentos para os animais, com camas improvisadas, isto porque não foi oferecido pelo empregador cama, colchão, travesseiros ou mantas, a despeito do clima frio da região.Ambos os alojamentos não possuíam água potável para beber ou cozinhar, não existindo, ainda, local para guarda e conservação dos alimentos. Não havia sanitários em condições de uso, tampouco local com resguardo necessário para banho ou para que os trabalhadores pudessem realizar suas necessidades", diz trecho de nota enviada pelo órgão.

Segundo o SRT, a operação de resgate dos trabalhadores contou com a presença de diversas instituições públicas que são integrantes da Comissão para Erradicação do Trabalho Escravo na Bahia. Com a ação, o empregador deverá regularizar a situação dos trabalhadores de forma retroativa e oferecer condições dignas para os funcionários.

 

Fonte: Aratu Online

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo