Mundo - Mídia Recôncavo
Recôncavo, Sábado , 20 de Julho de 2019
Enquete
Entre Aspas
Seja amor,seja muito amor. E se mesmo assim for difícil ser, Não precisa ser perfeito, Se não der pra ser amor, Que seja ao menos respeito. #CultiveORespeito
  Disse Desconhecido  
Mundo
Foto: © REUTERS / Andreas Gebert

O Comitê de Supervisão da Câmara dos Estados Unidos pretende intimar os dois filhos do presidente Donald Trump, Ivanka e Donald Jr., bem como o diretor financeiro da Organização Trump, Allen Weisselberg, para prestarem esclarecimentos sobre possíveis negociações com russos para a realização de uma Trump Tower em Moscou. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (1) pelo presidente da comissão, Elijah Cummings, após a audiência do ex-advogado do republicano, Michael Cohen, que forneceu os nomes de várias pessoas que poderiam estar envolvidos nos esforços para a construção do prédio. A especulação provocou revolta em Trump. "É hora de parar esta caça às bruxas, conduta corrupta e ilegal", escreveu em sua conta no Twitter atacando os democratas. Ivanka ainda não compareceu ao Congresso, enquanto que Donald Jr. já foi pelo menos três vezes prestar depoimento sobre a interferência da Rússia nas eleições de 2016. A Câmara norte-americana, por sua vez, está pronta para lançar várias investigações adicionais, principalmente depois que Cohen afirmou que Trump mentiu ao negar que não participou das negociações para a construção de um hotel no território russo. Fonte: ANSA

Foto: Divulgação/Kenton County Detention Center

Jessica Krecskay, de 25 anos, foi presa acusada de fraude. A moradora de Florence (Kentucky, EUA) raspou o cabelo, fingiu ter câncer e começou uma campanha para arrecadar doação para custear o "tratamento". A americana conseguiu R$ 37,5 mil, de amigos e colegas de trabalho, dizendo estar com câncer terminal. Jessica alegava ter tido metástase de um tumor originado nos ovários. A fraudadora manteve a mentira desde 2013. Em 14 de fevereiro, Jessica foi presa. Ela pode ser condenada a até 10 anos de prisão, de acordo com reportagem da revista "People". "Essas pessoas caridosas começaram a doar dinheiro, a arrecadar fundos, a pagar as contas dela, a trabalhar nos turnos dela para que ela não precisasse trabalhar", disse à emissora WLTW o promotor Rob Sanders. Entre outros gastos, Jessica usou a verba para viajar com a família à Disney World. Alguns doadores, entretanto, começaram a desconfiar. A gota d'água para levar o caso à polícia foi um vídeo registrando Jessica "passando mal". Caída no chão, a golpista é vista escrevendo serenamente no smartphone. Depois disso, ela se levanta rapidamente, como se nada tivesse acontecido, quando o elevador chega ao andar em que ela se encontra "agonizando". Pressionada a apresentar um diagnóstico, Jessica acabou se esquivando. Até receber uma visita da polícia. Fonte: Ibahia

Foto: © Vatican Media / Reuters

O papa Francisco classificou hoje (24) os abusos contra crianças e adolescentes como “crimes abomináveis”, nos quais, segundo ele, “esconde a mão do mal” sem poupar a “inocência das crianças”. O pontífice anunciou sete estratégias para “acabar com a violência contra as crianças” por parte da Igreja Católica Apostólica Romana. "Gostaria de reiterar aqui que a Igreja não será poupada em fazer todo o necessário para levar à justiça quem cometeu tais crimes. A Igreja nunca tentará encobrir ou subestimar qualquer caso”, ressaltou o papa no encerramento do encontro promovido pelo Vaticano com representantes da Igreja Católica Apostólica de vários países. O papa Francisco advertiu que abusos não devem ser encobertos e desvalorizados, pois tais atitudes favorecem a propagação do mal. Ele ressaltou que o mundo digital deve ser inserido no esforço coletivo. "Devemos empenhar-nos para que os jovens e as jovens, especialmente os seminaristas e o clero, não se tornem escravos de dependências baseadas na exploração e abuso criminoso dos inocentes e de suas imagens e o desprezo pela dignidade da mulher e da pessoa humana", destacou o papa.

Foto: Marco Bello/Reuters

Marcado por protestos e expectativa para o recebimento de doações de alimentos e medicamentos do exterior, o dia "D" da oposição ao regime Nicolás Maduro, registrou diversos confrontos neste sábado (23). Na fronteira com a Colômbia, uma carreta com ajuda comunitária foi saqueada e incendiada durante o confronto entre oposição e integrantes das forças de segurança venezuelanas, de acordo com informações da agência Reuters. Em meio ao protesto, também na área de fronteira com a Colômbia, venezuelanos atiraram pedras contra os policiais, que revidaram com gás lacrimogêneo. Ônibus e roupas foram queimados nos protestos. Treze pessoas ficaram feridas. De acordo com a agência Reuters, três soldados venezuelanos desertaram dos postos na fronteira. Fonte: G1

Foto: © Vatican Media / Reuters

O papa Francisco afirmou, nesta sexta-feira (22), que "todo feminismo se torna um machismo de saias". A declaração foi feita pelo pontífice ao comentar a presença da professora de Direito canônico Linda Ghisoni, no segundo dia de debates da cúpula contra a pedofilia. O evento teve início na última quinta-feira (21), no Vaticano. Foi a primeira vez, segundo o site Vatican News, que uma mulher se apresentou durante as Assembleias Gerais da Igreja Católica. Por isso, o papa chegou a ser questionado se a presença dela significaria um "tipo de feminismo eclesiástico". "Convidar uma mulher a falar sobre as feridas da Igreja é convidar a Igreja a falar sobre ela mesma, sobre as feridas que ela tem", acrescentou o papa Francisco. Linda Ghisoni, hoje subsecretária de uma seção do Vaticano, afirma ter sido vítima de abuso de um clérigo no passado. Ela cobrou, segundo o portal G1, que o assunto seja tratado pelas autoridades da Igreja.

"Como podemos falar de proteção de menores na Igreja, sem considerar as vítimas e suas famílias, sem falar dos abusadores, dos cúmplices, dos negacionistas, dos acusados injustamente, dos negligentes, dos que desviaram os casos, dos que tentaram falar e agir mas foram calados?", disse Ghisoni. Francisco agradeceu Ghisoni pelo testemunho e lembrou que "a mulher é a imagem da Igreja que é mulher, noiva e mãe". "Sem esse estilo, nós falaríamos do Povo de Deus como uma organização, talvez uma união comercial, mas não como uma família nascida da mãe Igreja", discursou. Fonte: Notícias ao Minuto

Foto: Isac Nóbrega/PR

O Brasil deve propor aos Estados Unidos “conversas exploratórias” para fechar um acordo de livre comércio durante a visita do presidente Jair Bolsonaro a Washington entre os dias 17 e 19 de março. As informações são da Folha de S. Paulo. É a primeira vez em 30 anos, desde o lançamento da Área de Livre Comércio das Américas (Alca), que o governo brasileiro se dispõe a negociar livre comércio com os EUA. Em 2005, o Alca fracassou, após o Mercosul e os países bolivarianos rejeitarem o acordo. Durante a viagem, os dois países devem anunciar uma série de medidas de facilitação de comércio e convergência regulatória, que já estão encaminhadas e são mais simples. É esperado que os dois presidentes iniciem uma negociação de um acordo de livre comércio, que pode incluir também compras governamentais e propriedade intelectual. Fonte: Metro1

Foto: Bloomberg/Contributor/Getty Images

Em janeiro, a secretária de imprensa da Casa Branca, Sarah Sanders, disse à CBN News que acredita que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi levantado por Deus para assumir o cargo. Grande parte dos eleitores de Trump também concordam com a afirmação, de acordo com uma pesquisa recente da Fox News. Os pesquisadores questionaram aos americanos em geral se eles acreditam que a presidência de Trump foi da vontade de Deus — 62% responderam que não, enquanto 25% disseram que sim. Por outro lado, quase metade (45%) dos republicanos, que têm uma filosofia política conservadora, acredita que Deus levantou Trump como presidente dos EUA. O mesmo foi indicado pela metade dos evangélicos brancos (55%) e eleitores de Trump (46%). Apenas 3 em cada 10 evangélicos não concordam com a afirmação. Segundo o Centro de Pesquisas Pew, 77% dos evangélicos se identificam como republicanos. Assim como aconteceu no Brasil, durante a campanha eleitoral de Jair Bolsonaro, Trump contou com o apoio dos evangélicos por defender pautas conservadoras. Em contraste, apenas 9% dos democratas, que adotam uma linha política de centro-esquerda, concordaram que Deus quis Trump na presidência. Os eleitores que se descrevem como liberais também rejeitam a ideia, com 85% de discordância. A pesquisa da Fox News foi realizada por telefone com 1.004 eleitores americanos. A margem de erro é de três pontos percentuais. Fonte: Guiame

As escolas francesas estão prestes a substituir as palavras “mãe” e “pai” por “parent 1” e “parent 2” segundo a legislação aprovada no início desta semana, explica o jornal Liberation.  O termo pode ser traduzido como “pai” ou “responsável” e os termos neutros substituirão os tradicionais na documentação escolar, prevê uma nova legislação. “Esta alteração visa enraizar a diversidade da família das crianças nas formas apresentadas na escola”, enfatizou Valérie Petit, deputada do partido REM, o mesmo do presidente Emmanuel Macron. De acordo com Petit, os formulários administrativos atuais não aceitam famílias do mesmo sexo. “Temos famílias que não querem se ver presas a modelos sociais e familiares bastante antiquados. Para nós, esta mudança é uma medida da igualdade social, que deve ancorar a diversidade da família na lei”, disse ela.

Família tradicional ainda é maioria: Legisladores conservadores condenaram a legislação, lembrando que a maioria das famílias permanece sendo formada por um pai e uma mãe. “Quando ouço as pessoas dizerem que isso é um modelo antiquado, gostaria de lembrar que hoje entre os contratos  matrimoniais celebrados, cerca de 95% são homem-mulher”, enfatizou o deputado conservador Xavier Breton. Os conservadores também disseram que a nova redação dissolverá os conceitos básicos da família. O deputado Fabien Di Filippo condenou o projeto como um exemplo de “uma ideologia assustadora, que em nome do igualitarismo ilimitado promove a remoção de pontos de referência, inclusive os que dizem respeito à família”. Fonte: Gospel Prime

Foto: DR

Cerca de 1.800 moradores do norte de Paris e da cidade vizinha de Saint Denis foram retirados da região, hoje (17), para que as autoridades neutralizassem uma bomba da Segunda Guerra Mundial. O artefato, estava enterrado desde que foi lançado, em abril de 1944. A operação deverá estar concluída ao início da tarde, uma vez que os especialistas farão explodir a bomba num buraco de sete metros de profundidade, protegido com sacos de terra, para tentar minimizar eventuais impactos. O artefato também foi transferido do lugar onde foi encontrado, a 70 metros de distância, na manhã deste domingo. A bomba, de fabricação norte-americana, provavelmente lançada por um avião britânico quando Paris estava ocupada pelos nazistas, na primavera de 1944, foi localizada no último dia 4, durante a execução de obras perto de um dos corredores ferroviários da entrada da capital francesa. A retirada dos habitantes daquela zona, num perímetro de 300 metros em redor do local onde ocorre a operação, realizou-se entre as 6h e as 8h locais (3h e 5h do Brasil). Além disso, as autoridades interromperam a circulação de veículos em boa parte das vias rodoviárias que atravessam a área, incluindo uma rodovia. Encerraram também linhas de metrô e trens, afetando ligações de alta velocidade internacionais, com destino a Londres e Bruxelas. Fonte: Notícias ao Minuto

Foto: Adam Timworth / Flickr

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) encaminhou uma carta à Federação dos Advogados do Japão pedindo que a entidade aja de modo a garantir os direitos do executivo franco-brasileiro, Carlos Ghosn. A informação foi divulgada hoje (15) pela Folha. Ghosn está preso em Tóquio desde 19 de novembro do ano passado, após ser acusado de sonegação fiscal e desvio de verba, para fins pessoais, da Nissan, empresa da qual era presidente. No documento, Claudio Lamachia, presidente da OAB, afirma que a entidade está preocupada com as “violações de direitos humanos” sofridas por Ghosn. Segundo ele, o executivo “se encontrar em prisão preventiva injustificada, submetido a condições que violam sua integridade física e moral, com claro intuito de obter confissão sob tortura”. Fonte: Metro1

Entrevistas
Vem aí uma série de entrevistas com personalidades do nosso Recôncavo
Mídia TV
Caçamba invade barraca de fogos e deixa mortos e feridos em Muritiba
Mural de Recados
Tarsila escreveu para Joseane
"Vdd eu tbm eu quero saber tbm de todas as notícias desses anos que esta acontecendo muitas coisas ai è bom saber das coisas primeiro..."
Joseane Bonfim escreveu para Anderson Bella
"Ola, tudo bem? Sou Joseane Bonfim e estou fazendo uma pesquisa sobre os blogs da região de SAJ, o Midia Reconcavo se encaixa na categoria de Blog?"
Podcast
Spot - Câmara de Cruz das Almas
Escute o Spot da Câmara de Vereadores de Cruz das Almas.