Política - Mídia Recôncavo
Recôncavo, Segunda , 20 de Maio de 2019
Enquete
Entre Aspas
Seja amor,seja muito amor. E se mesmo assim for difícil ser, Não precisa ser perfeito, Se não der pra ser amor, Que seja ao menos respeito. #CultiveORespeito
  Disse Desconhecido  
Política
Foto: Reprodução

Em meio à polêmica reforma da Previdência proposta pelo Governo Federal, três ex-deputados federais baianos estão entre os 29 ex-parlamentares que deram entrada no mês de fevereiro deste ano ao pedido de aposentadoria especial da Câmara. Segundo um levantamento feito pelo portal R7, os baianos são Benito Gama (PTB) e José Carlos Aleluia (DEM), que não conseguiram se reeleger no pleito do ano passado, e Marcos Medrado (PP). Enquanto a média paga em todo o país aos trabalhadores comuns aposentados pelo INSS é de R$ 1.316,54, os ex-deputados baianos receberão uma média de R$ 15 mil de aposentadoria. Benito Gama, por exemplo, terá uma aposentadoria de R$ 17.026,20, enquanto Aleluia ganhará mensalmente R$ 20.354,27. Medrado, que ficou na Câmara menos tempo que os outros dois, conseguiu um benefício de R$ 12.540,54. Atualmente, constam 499 beneficiários na aposentadoria especial paga a ex-deputados e senadores. O pagamento das aposentadorias de todos os ex-deputados custou à Câmara R$ 7,18 milhões em fevereiro. O rendimento médio de cada um foi de R$ 14,4 mil.

Foto: © Reuters / Sergio Moraes

Com uma espécie de reunião geral marcada para o próximo dia 16, a campanha “Lula Livre”, pela liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), promete tomar fôlego, se tornar mais robusta e abraçar novas frentes. O relançamento da campanha vem na esteira da frustração com a não participação de Lula nas eleições e com a derrota do PT nas urnas, o que, considerando a visão da esquerda de que o petista é um preso político, poderia ter sido suficiente para sua soltura. Ao contrário, as eleições consolidaram no poder a direita antipetista representada por Jair Bolsonaro (PSL), que tem como ministro o algoz de Lula, o ex-juiz Sergio Moro.

Atualmente o Comitê Nacional Lula Livre reúne líderes de partidos e de movimentos de esquerda numa grande assembleia, mas sem capacidade organizativa e com ações pontuais. A partir da reunião, a ideia é criar comitês pelo país para espalhar a narrativa de que democracia e direitos estão em risco e, assim, criar um novo ambiente político que pressione pela revisão da prisão pelo Judiciário.”Demonstrou-se que politicamente não é viável ainda a soltura do ex-presidente por razões que não estão no campo jurídico. Necessariamente, é uma questão política”, diz Caroline Proner, membro da Associação Brasileira de Juristas pela Democracia. Mais do que isso, a campanha renasce com a aspiração de organizar a oposição ao governo Bolsonaro e unificar a esquerda, segundo membros ouvidos pela reportagem.

Foto: Reprodução / Facebook

De acordo com ex-executivos e hoje delatores, a empreiteira OAS mantinha um esquema de "caixa 3" por meio de suas empresas prestadoras de serviço. Conforme delações, as firmas eram usadas como laranjas para disfarçar doações em campanhas eleitorais. A prática foi usada nas campanhas de 2010 e 2014, quando as doações oficiais eram legalizadas. A construtora orientou as fornecedoras de serviço a fazer doações oficiais para partidos ou candidaturas de seu interesse. Esses valores eram compensados com contratos superfaturados em suas obras. Os depoimentos não detalham quais políticos foram beneficiados pelo esquema. Mas, nas prestações de contas informadas à Justiça Eleitoral de 2010 até 2014, ao menos 13 das empresas mencionadas somaram doações oficiais de R$ 5 milhões para 40 candidatos. Entre essas candidaturas, que envolvem 12 partidos, há nomes como o atual ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM), que recebeu doação de R$ 50 mil da empresa Arcoenge em 2010 e Marcelo Crivella (PRB), hoje prefeito do Rio de Janeiro. Fonte: Metro1

Foto: Ricardo Stuckert / Instituto Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva solicitou hoje (8) ao juiz federal Luiz Antonio Bonat, da Operação Lava Jato, acesso ao acordo bilionário entre o Ministério Público Federal, a Petrobrás e o Departamento de Justiça norte-americano para criação de um fundo anticorrupção. O pedido de Lula foi anexado ao processo que investiga supostas propinas da Odebrecht e envolve o ex-presidente, que está preso em Curitiba. A Petrobrás depositou, em conta vinculada à 13ª Vara Federal de Curitiba, mais de R$ 2,5 bilhões em cumprimento ao acordo firmado com os procuradores. Fonte: Metro1

Foto: Reprodução/Instagram

A pessoa que protagonizou um vídeo pornográfico compartilhado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), no Twitter, é uma artista da Argentina. Paulx Castello, também conhecida como Sofia Lacre, diz se incluir no gênero feminino, no entanto, não se identifica nem como homem, nem como mulher. O vídeo divulgado por Bolsonaro na noite de terça-feira (05) mostra Sofia colocando o dedo no ânus dela e depois tendo os cabelos molhados de urina por um rapaz. A cena foi gravada no dia anterior ao da divulgação, durante a passagem do BloCU, no Centro de São Paulo, e fazia parte de uma performance da artista, que era sincronizada com a da atriz e cantora Jup do Bairro. A protagonista é formada Universidad Nacional de las Artes (UNA), na Argentina e se dedica a discutir “sexualidades não normativas”. Ela é uma das realizadoras do evento “Kuceta”, um festival de cultura e política sexodissidente, realizado em junho do ano passado em São Paulo. Após o vídeo ser compartilhado por Bolsonaro, a argentina fechou os perfis nas redes sociais por temer represálias contra ela e amigos. Fonte: Varela

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Candidata à deputada estadual, Zuleide Oliveira revelou que o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, a chamou pessoalmente para ser uma candidata laranja na eleição de 2018, com o compromisso de que ela devolvesse ao partido parte do dinheiro público do fundo eleitoral. Segundo o jornal Folha de São Paulo, Zuleide chegou a fazer uma denúncia ao Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG), em 19 de setembro, mas obteve apenas uma resposta protocolar da Justiça Eleitoral. “Eu não entendia de nada, eles que fizeram tudo [para registrar a candidatura], eu não tirei uma certidão minha, eles tiraram por lá, eu só enviei meu documento e eles fizeram tudo. Acredito, sim, que fui mais uma candidata-laranja, porque assinei toda a documentação que era necessária e não tive conhecimento de nada que eu estava fazendo (…) Fui usada, a minha candidatura foi usada para fazer parte de uma lavagem de dinheiro do partido”, afirmou Zuleide, em entrevista à publicação. O ministro negou irregularidades e disse ter cumprido rigorosamente a lei. Fonte: Bahia Notícias

Foto: Tácio Moreira / Metropress

O coronel Humberto Costa Sturaro Filho, comandante do Policiamento Especializado da Polícia Militar da Bahia (PMBA), criticou o cantor e deputado federal Igor Kannário (DEM). De acordo com o militar, o artista esquece do mandato que exerce ao criticar a PM.  "Acho que esse artista está esquecendo que ele agora é deputado federal, ele representa a população, e quando ele tem esse comportamento, ele está à mercê de uma comissão de ética. Acho que às vezes ele fala sem pensar, acho que às vezes ele usa isso como imagem", afirmou, em entrevista a José Eduardo, na Rádio Metrópole. Ainda de acordo com o coronel, a PM não vai ser "boi de piranha" e não "será usada para promover certas pessoas". Em outro momento da entrevista, sem citar nomes, ele afirmou que "existem atrações que jogam a massa contra as instituições de segurança". Fonte: Metro1

Foto: Reprodução / Twitter

Após postar um vídeo pornográfico em seu Twitter na última terça-feira (5), o presidente Jair Bolsonaro sofreu críticas de apoiadores e opositores, além de pedidos de impeachment por parte dos internautas. Questionado sobre a polêmica, o prefeito de Salvador, ACM Neto, se recusou a falar sobre o assunto. “Me recuso a opinar sobre isso. Honestamente, Governo começou há dois meses e pouco e já tão falando de impeachment? Pelo amor de Deus…”, disse, ao Bahia Notícias.  Os manifestantes acusam o presidente de cometer crime de responsabilidade por ter compartilhado o vídeo. Fonte: Bahia Notícias

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro chamou de “piada” o convite de Daniela Mercury para que os dois conversassem sobre a Lei Rouanet. Bolsonaro usou as redes sociais para se pronunciar sobre as declarações de Daniela. “A Lei Rouanet foi usada para cooptar parte dos artistas “famosos” num projeto de Poder. Em meu Governo, sua utilidade será para artistas em início de carreira. Quanto a possibilidade de receber ‘renomados’ que já se beneficiaram da referida, para discuti-la, não passa de piada”, escreveu no tweet. A confusão com Daniela Mercury começou quando Bolsonaro reclamou da música “Proibido o Carnaval”, da cantora e Caetano Veloso. “Esse tipo de ‘artista’ não mais se locupletará da Lei Rouanet”, escreveu o presidente.

Foto: Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) publicou hoje (5), no Twitter, vídeo em que um cantor rebate críticas feitas por Daniela Mercury e Caetano Veloso na música  “Proibido o Carnaval”.  Sem citar o nome da dupla, Bolsonaro escreveu que “dois ‘famosos’ acusam o governo Jair Bolsonaro de querer acabar com o Carnaval. “A verdade é outra: esse tipo de ‘artista’ não mais se locupletará da Lei Rouanet”, escreveu.  Antes de começar a marchinha, no entanto, o cantor diz: “essa marchinha vai para o nosso querido Caetano Veloso e nossa querida Daniela Mercury. Fonte: BR18/Estadão

Entrevistas
Aniversário da Cidade: Ex-prefeito Antonio Pimentel faz avaliação sobre o cenário político e revela propostas para Governador Mangabeira
Mídia TV
VT - Moderna Gestão e Assessoria
Mural de Recados
Tarsila escreveu para Joseane
"Vdd eu tbm eu quero saber tbm de todas as notícias desses anos que esta acontecendo muitas coisas ai è bom saber das coisas primeiro..."
Joseane Bonfim escreveu para Anderson Bella
"Ola, tudo bem? Sou Joseane Bonfim e estou fazendo uma pesquisa sobre os blogs da região de SAJ, o Midia Reconcavo se encaixa na categoria de Blog?"
Podcast
Spot - Câmara de Cruz das Almas
Escute o Spot da Câmara de Vereadores de Cruz das Almas.