Política - Mídia Recôncavo
Recôncavo, Domingo , 16 de Dezembro de 2018
Enquete
Entre Aspas
Seja amor,seja muito amor. E se mesmo assim for difícil ser, Não precisa ser perfeito, Se não der pra ser amor, Que seja ao menos respeito. #CultiveORespeito
  Disse Desconhecido  
Política
Foto: Renato Araujo/Agência Brasil

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse neste sábado (15), nas redes sociais, que lamenta o que chamou de pedras lançadas contra o futuro governo Jair Bolsonaro. A manifestação do ex-presidente foi publicada em meio à polêmica do relatório que identificou movimentações financeiras atípicas na conta de um ex-assessor do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente eleito. “Diariamente há pessoas acusadas de corrupção ou mau uso de dinheiro publico. Lamento que antes de começar o novo governo pedras sejam lançadas”, disse FHC, em sua página no Twitter. “É preciso verificar, antes de condenar, mas sem confiança e credibilidade impossível reconstruir o país, como a maioria do povo deseja.” Um relatório do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) produzido em desdobramento da Operação Lava Jato no Rio indicou movimentação financeira atípica do ex-assessor parlamentar e policial militar Fabrício José Carlos de Queiroz, que movimentou R$ 1,2 milhão entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017, de acordo com o relatório do órgão. O caso foi revelado pelo jornal O Estado de S. Paulo.

Foto: José Cruz/Agência Brasil

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, afirmou na última sexta-feira (14) que considera a extradição do italiano Cesare Battisti “perfeitamente possível do ponto de vista constitucional”. O decreto foi assinado pelo presidente Michel Temer na sexta-feira. “Eu requeri ontem a extradição do Battisti pra fins de extradição e o ministro Luiz Fux a concedeu. Essa é uma prerrogativa do presidente no exercício do cargo e o presidente anuncia a intenção de fazer a extradição. É perfeitamente possível do ponto de vista constitucional”, declarou a procuradora. Cesare Battisti foi condenado por quatro homicídios na Itália na década de 70. Em 93 o ex-ativista recebeu a pena de prisão perpetua sob a acusação de ter cometido quatro assassinatos no País. O italiano se diz vítima de perseguição política. Em 2007, a Itália pediu a extradição dele e, no fim de 2009, o STF julgou o pedido procedente, mas na época o presidente Luiz Inácio Lula da Silva negou o pedido. Fonte: Bahia.Ba

Foto: Divulgação

A Polícia Federal cumpre, na manhã de hoje (13), um mandado de busca e apreensão contra um jovem de 23 anos por ameaças ao presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). A ação da PF ocorre no bairro do Maracanã, no Rio de Janeiro. Segundo a PF, o objetivo da ação é identificar se há outras pessoas envolvidas com o autor de postagens que “incitaram a subversão da ordem política fomentando a morte” de Bolsonaro, ainda durante a eleição. O investigado também teria proferido xingamentos ao vice-presidente eleito, general Hamilton Mourão (PRTB). O mandado de busca e apreensão foi expedido pela 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro. Fonte: Forte na Notícia

Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

A cúpula do PSDB vai pressionar o senador Aécio Neves (MG) a se afastar do partido, mesmo que seja temporariamente. Uma das ideias em estudo para evitar a expulsão de Aécio, eleito deputado federal, é que ele peça uma licença partidária. Em conversas reservadas, dirigentes tucanos avaliam que, se ele não fizer isso, acabará sendo obrigado a deixar a sigla. A estratégia para evitar que a crise envolvendo Aécio aumente ainda mais o desgaste do PSDB foi discutida nesta terça-feira, quando a Polícia Federal e o Ministério Público cumpriram mandados de busca e apreensão em imóveis de Aécio, no Rio e em Minas. Instalada pela PF, a Operação Ross investiga denúncia de que a JBS teria pago propina de R$ 128 milhões ao tucano e a seus aliados, de 2014 a 2017, tendo parte dessa cifra servido para alimentar a compra de apoio político na campanha eleitoral de quatro anos atrás.

Foto: Divulgação/TCE

Três ex-prefeitos de municípios do interior da Bahia deverão devolver aos cofres públicos dinheiro de contratos firmados pelas prefeituras com órgãos públicos. A ordem foi decretada pela Primeira Câmara do Tribunal de Contas do Estado da Bahia (TCE/BA) nesta terça-feira (11/12). Ivani Andrade Fernandes Santos, ex-prefeita do município de Encruzilhada, localizado a 607 km de Salvador, terá que devolver R$ 277.353,98, a maior quantia dos três casos. O valor que a ex-prefeita deve pagar terá acréscimo de correção monetária e juros, além de R$ 5 mil de multa. prestação de contas do convênio da Prefeitura do município com a Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder) do ano de 2010, durante a gestão de Ivani, foi desaprovada pelo tribunal. O contrato foi firmado para a reforma e amplificação de uma praça pública. De acordo com o TCE, auditores do Tribunal encontraram “graves irregularidades”, entre elas, a aplicação de parte dos recursos sem comprovação, o que foi levado em consideração pelo relator do Processo, conselheiro Antonio Honorato, para aplicar a punição. Já o ex-prefeito de Brejões, Orivaldo Santana Lopes, deve deolver a quantia de R$ 27.599,77 com juros e atualização monetária ao município e pagar multa de R$ 1 mil. O valor é de um contrato firmado entre a prefeitura e a Secretaria de Educação do Estado (SEC). O ex-prefeito do município de Santa Maria da Vitória, Prudente José de Morais, terá que devolver R$ 704,27, também com juros e correção monetária, por um contrato firmado entre o município do extremo oeste baiano com a Superintendência de Desportos do Estado da Bahia (Sudesb). Fonte: Aratu Online

Foto: Ananda Borges / Câmara dos Deputados

Integrantes da bancada de deputados federais do PSD se reuniram na tarde desta terça-feira (11) com o presidente eleito Jair Bolsonaro, em Brasília. Segundo o líder do partido na Câmara, Domingos Neto (CE), a bancada deverá atuar de forma independente no Legislativo, mas tende a apoiar os principais projetos do futuro governo. "Na grande maioria [da bancada], existe um sentimento de acompanhar [as principais propostas de Bolsonaro], em tese, mas como essas propostas ainda não estão no papel, são pontuais as divergências. No geral, existem muito mais causas que nos aproximam do que causas que nos afastam. Isso é evidente na nossa bancada", afirmou. A partir da próxima legislatura, no ano que vem, o PSD terá a quinta maior bancada na Câmara, com 34 deputados. Um apoio formal do partido ao governo Bolsonaro dependerá ainda de uma aprovação da Executiva Nacional da legenda, reforçou Domingos Neto.

Reuniões

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) tomou a decisão de abrir um processo para apurar a conduta de um procurador da Bahia que escreveu um artigo com críticas ao presidente eleito Jair Bolsonaro. O procurador Rômulo Andrade Moreira dizia no texto que Bolsonaro é um "sujeito fascista, preconceituoso, desqualificado, homofóbico, racista, misógino, retrógrado, arauto da tortura, adorador de torturadores, amante das ditaduras, subserviente aos militares – especialmente 'os de pijama'". A decisão de abrir o processo foi divulgada nesta terça-feira (11). O texto de Moreira diz ainda que, na opinião dele, integrantes do Poder Judiciário e do Ministério Público estão "sempre confortavelmente instalados nas antessalas do Poder". Na avaliação do corregedor nacional do Ministério Público, Orlando Rochadel, a conduta de Moreira é incompatível com o cargo e é "reprovável". Um dos argumentos utilizados pela defesa do procurador durante a sessão do CNMP, foi de que no momento em que Moreira escreveu o texto, em 28 de outubro, Bolsonaro ainda não havia sido diplomado. Fonte: Bahia Notícias

Foto: Izis Moacyr/ bahia.ba

Alvo de processo de cassação no Conselho de Ética da Câmara, o deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB) arrolou o senador Walter Pinheiro (sem partido), o vice-prefeito da cidade de Itabuna, Fernando vita (MDB), e o ex-prefeito de Canavieiras Almir Melo (MDB), como testemunhas de defesa. Segundo a coluna Satélite, do jornal Correio, eles devem depor nesta terça-feira (11) no âmbito do caso dos R$ 51 milhões guardados no apartamento que, de acordo com a Lava Jato, servia como bunker de propina para o ex-ministro Geddel Vieira Lima. Ainda de acordo com a publicação, se o conselho não concluir a ação até o fim da atual legislatura, que acaba dia 31, o parlamentar escapa da punição. Fonte: Bahia.Ba

Foto: José Cruz/Agência Brasil

O ministro José Mucio Monteiro toma posse hoje (11) como presidente do Tribunal de Contas da União (TCU) ao lado da vice-presidente, ministra Ana Arraes, que acumulará a função de corregedora do tribunal. Pelo regimento do TCU, o mandato do presidente é de um ano, com possibilidade de ser reeleito por igual período. O presidente Michel Temer participará da cerimônia de posse de José Mucio e Ana Arraes, mãe do ex-governador Eduardo Campos (PSB), que morreu em um acidente aéreo em agosto de 2014. Fonte: Metro1

Foto: © Tânia Regô / Agência Brasil

O futuro presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, terá de se acertar com a Receita Federal por não ter declarado os R$ 40 mil recebidos do ex-assessor de seu filho, Fabrício José de Queiroz. O dinheiro, segundo ele, refere-se ao pagamento de um empréstimo e não foi declarado "porque foi se avolumando", ou seja, não teria sido pago de uma só vez. "Não posso de um ano para o outro, ah, mais 10 mil, mais 15 mil”, explicou à Folha de S. Paulo. Diante do imbróglio, o presidente eleito tem duas opções para resolver a pendência com o fisco. Uma delas é retificar sua declaração de Imposto de Renda, acrescentando o recebimento dos R$ 40 mil. Desta forma, ele não seria punido. A segunda seria esperar que a Receita Federal entrasse em contato exigindo explicações. Se isso ocorrer, Bolsonaro teria de pagar o imposto e, ainda, uma multa por conta da omissão. “Se eu errei, eu arco com a minha responsabilidade perante o fisco, sem problema nenhum”, afirmou o eleito. Fonte: Noticias ao Minuto

Entrevistas
Organizadores do “Bloco As Muriquetes” falam sobre a expectativa deste evento que vem animando os muritibanos a cada ano
Mídia TV
VT - Moderna Gestão e Assessoria
Mural de Recados
Tarsila escreveu para Joseane
"Vdd eu tbm eu quero saber tbm de todas as notícias desses anos que esta acontecendo muitas coisas ai è bom saber das coisas primeiro..."
Joseane Bonfim escreveu para Anderson Bella
"Ola, tudo bem? Sou Joseane Bonfim e estou fazendo uma pesquisa sobre os blogs da região de SAJ, o Midia Reconcavo se encaixa na categoria de Blog?"
Podcast
Spot - Câmara de Cruz das Almas
Escute o Spot da Câmara de Vereadores de Cruz das Almas.