Cotidiano - Mídia Recôncavo
Recôncavo, Segunda , 01 de Junho de 2020
Enquete
Entre Aspas
Seja amor,seja muito amor. E se mesmo assim for difícil ser, Não precisa ser perfeito, Se não der pra ser amor, Que seja ao menos respeito. #CultiveORespeito
  Disse Desconhecido  
Cotidiano
Foto: Reprodução

Ingredientes

• 3 xíc. (chá) de grão-debico

• 2 col. (sopa) de azeite extravirgem

• 3 dentes de alho

• 1 col. (café) de sal (de preferência, marinho)

Recheio

• 2 e 1/2 xíc.(chá) de frango desfiado

• 2 col. (sopa) de azeite extravirgem

• 3 dentes de alho

• 1 cebola inteira picada

• 1 copo (200 ml) de molho de tomate

• 4 xíc. (chá) de palmito pupunha picado

• 1/2 xíc. (chá) de cheiroverde picado

• 1/4 xíc. (chá) de manjericão picado

• Sal a gosto

Modo de fazer

Ponha o grão-de-bico de molho por 2 horas. Em seguida, cozinhe-o por 45 minutos. Escorra a água e bata o grão-de-bico em liquidificador com o azeite, os dentes de alho e o sal, até obter uma massa homogênea. Forre uma fôrma refratária média (cerca de 33 x 22 cm) com metade da massa e reserve a outra metade. Prepare o recheio, refogando o frango desfiado com o azeite, o alho e a cebola. Adicione o molho de tomate, o palmito picado, o cheiro-verde e o manjericão. Acerte o sal e cozinhe até ficar macio. Recheie a massa e cubra com o restante dela, pincele com azeite e leve ao forno preaquecido por 30 minutos ou até dourar.

 

Fonte: Sites da Web

Foto: Reprodução

As folhas verdes escuras são ricas em nutrientes que exercem papel indispensável ao bom funcionamento do organismo. Elas oferecerem vários benefícios à saúde, e desempenham um papel potencialmente benéfico na redução do risco de doenças como de anemia, osteoporose, cardiopatia, câncer, dentre outras doenças.

A coloração verde ocorre pela presença de luteína, zeaxantina e clorofila, que protegem os olhos, desintoxicam o corpo, regulam a pressão e reforçam o sistema imunológico, o sistema circulatório e o músculo cardíaco.

Dicas importantes para um melhor aproveitamento dos seus nutrientes:

- O consumo dos folhosos verdes escuros deve estar associado a fontes de vitamina C para potencializar a absorção do ferro e auxiliar na prevenção e tratamento da anemia ferropriva;

- O ideal é consumir cru para um maior aproveitamento nutricional;

- Nos sucos, é indicado consumir com vitamina C, para potencializar a ação dos nutrientes. Exemplo: suco de acerola com folhas de agrião. Além disso, os folhosos verdes escuros ativam a função detox, que ajuda a emagrecer e limpar o organismo. Dicas detox: suco verde de couve, limão e pepino; couve, beterraba e gengibre; limão, laranja e alface; abacaxi e couve.

• Antioxidantes – Ajudam a inibir a ação dos radicais livres, moléculas que se formam naturalmente no organismo, agredindo as células e contribuindo para o envelhecimento celular e o surgimento de doenças.

• Carotenoides – Além de melhorar a imunidade, ajudam na saúde óssea e protegem os olhos.

• Nitrato – Poderoso vasodilatador natural ajuda a melhorar a circulação sanguínea e, consequentemente, a saúde vascular.

• Sulforafano – Protege os vasos sanguíneos e o coração

• Vitamina K – Desempenha papel fundamental na coagulação do sangue, diminuindo a formação de trombos e placas que entopem as artérias.

• Minerais – Fontes de magnésio e cálcio, essenciais para os ossos, e fonte de ferro.

• Fibras – Indispensável na formação da microbiota intestinal, favorecendo ao desenvolvimento das bactérias do intestino, que, em retribuição, liberam substâncias protetoras do aparelho digestivo, do sistema circulatório e da saúde em geral. As fibras também ajudam no processo de saciedade e regulam os níveis glicêmicos do sangue.

 

Foto: Reprodução

A anemia é o nome genérico de uma série de condições caracterizadas pela deficiência na concentração da hemoglobina – elemento do sangue com a função de transportar oxigênio dos pulmões para as células do organismo – ou na produção das hemácias, os glóbulos vermelhos. A queda na hemoglobina tem como consequência um enfraquecimento geral na performance do corpo, gerando cansaço, fraqueza, raciocínio lento, tontura, falta de ar e indisposição. O problema pode ser tratado com medicamentos e ajustes na alimentação.

Os alimentos capazes de combater a anemia são os ricos em ferro, como fígado, carne vermelha e feijão. Consumir alimentos ricos em vitamina C, como laranja, limão ou morango, também pode ajudar a amenizar o problema, uma vez que melhora a absorção do ferro pelo organismo. Incluir estes alimentos na dieta pode garantir a quantidade de ferro necessária, aumentando os níveis de hemoglobina no sangue. Contudo, saber o tipo de anemia e a sua causa é fundamental para o sucesso do tratamento. Ou seja, o acompanhamento médico é obrigatório.

1. Carnes vermelhas

As carnes vermelhas contêm grande quantidade de ferro e vitamina B12, e por isso devem ser consumidas cerca de duas a três vezes por semana.

2. Rins, fígado ou coração de galinha

Algumas partes específicas das carnes, como rins, fígado e coração de galinha também contêm muito ferro e vitamina B12. Grelhados ou cozidos podem ser introduzidos na alimentação.

3. Pão de cevada ou integral

O pão de cevada e o integral contêm alto teor de ferro, por isso, pessoas que têm anemia devem substituir o pão branco por este tipo de pão.

4. Vegetais escuros

Salsa, espinafre ou rúcula, além de serem ricos em ferro, também são fontes de cálcio, vitaminas, betacaroteno e fibras, ótimos para manter o equilíbrio do organismo. Assim, devem integrar o preparo de saladas e sopas.

5. Beterraba

Devido ao alto teor em ferro, a beterraba também é ótima para combater a anemia. Uma boa forma de utilizá-la é misturar o vegetal nas saladas ou preparar sucos, que devem ser tomados diariamente.

6. Feijão preto

O feijão preto é rico em ferro, mas, para melhorar a sua absorção, é importante acompanhar a refeição com sucos de frutas cítricas. A vitamina C melhora a absorção do ferro.

7. Frutas com vitamina C

Laranja, limão, tangerina, toranja, morango, abacaxi, acerola, caju, maracujá, romã ou mamão são frutas ricas em vitamina C, que é muito importante para potencializar a absorção do ferro.

 

Fonte: Tua Saúde

Foto: Reprodução

A gastrite pode ser causada por diversos motivos, no entanto, a causa mais comum é o estilo de vida inadequado. Ao sentir algum sintoma como vômito, dor lombar, distensão abdominal ou fadiga crônica, é necessário procurar um médico para receber um diagnóstico e trata-lo. Neste artigo mostraremos algumas frutas que podem ser benéficas para evitar estas fortes dores de estômago; todas as frutas se destacam pelos seus altos níveis de nutrientes e fibras.

1. Pera: Graças às vitaminas B1, B2 e B3, vitamina A e C e as fibras, a pera é uma das frutas mais recomendadas para combater a gastrite, já que se encarrega de regular o sistema nervoso e o aparelho digestivo.

2. Mamão: O mamão é uma das frutas mais importante devido ao seu conteúdo de vitaminas B1, B2, A e C, e sua riqueza de minerais como magnésio, ferro, enxofre e potássio. O mamão é uma das principais frutas que ajudam em uma boa digestão, além disso, é benéfico para a pele, cabelo, ossos e para o bom funcionamento do sistema imunológico.

Você pode picar uma fatia de mamão e bater no liquidificador junto com um copo de iogurte desnatado. Beba um copo deste líquido depois do café da manhã, almoço e jantar. É uma delícia!

3. Banana: É uma das frutas que contém mais níveis de fibra, é pobre em gorduras e em proteínas, mas é uma fonte de energia e ajuda a acelerar a digestão tendo um efeito laxante. Além disso, devido à sua riqueza em zinco, ajuda a fortalecer o cabelo combatendo a queda.

Se você sofre de gastrite, procure comer bananas maduras, já que consumi-las verdes pode prejudicar o estômago.

4. Coco: Destacado pelos seus altos níveis de magnésio, fósforo, cálcio e potássio, o coco está entre as frutas que mais possuem nutrientes como a fibra, que proporciona uma melhora no trânsito intestinal e que, assim como a banana, atua como um leve laxante que simplesmente busca limpar o organismo.

Caso você se sinta pesado constantemente, é recomendado consumir diariamente um copo de água de coco.

5. Pêssego: Essa doce e deliciosa fruta possui muitas qualidades saudáveis, atuando como um agente diurético e laxante. O pêssego contém vitaminas A, C e E, que ajudam a prevenir doenças como o Alzheimer, catarata e o câncer. É rico também em minerais como o potássio, o fósforo e o magnésio, que ajudam no bom funcionamento do sistema imune. Por ser de fácil digestão, auxilia o fígado no processo digestivo.

Se você quiser preparar uma bebida que sirva para combater a gastrite, siga esses passos: 2 colheres de folhas de pêssego; 1 xícara de água fervendo; Mexa as folhas na água por alguns minutos, deixe esfriar e tome uma xícara duas ou três vezes por dia.

6. Maçã: Devido a um composto chamado pectina, a maçã, ao fazer contato com a água, forma um gel no corpo que ajuda a proteger o intestino. Caso você não apresente uma prisão de ventre, mas sim uma diarreia (já que na gastrite as duas se manifestam frequentemente), esta fruta cumpre a função de absorver os líquidos, o que faz com que as fezes se solidifiquem.

 

Fonte: Sites da web

Foto: Ilustrativa

Quando estamos com fome somos capazes de comer 'o que tiver', certo? Mas, segundo o site Eat This, Not That!, existem comidas e bebidas que não só deixam com fome rapidamente como podem piorar a fome que está sentindo, ou até mesmo irritar o seu estômago quando está vazio. Confira cinco desses alimentos:

Batata frita: nada saudável, nem nutritiva, a batata frita saciará a fome de salgados mas o corpo exigirá ainda mais, especialmente doces, em busca de glicose para ganhar energia.

Comidas apimentadas: quando está de estômago vazio, não é boa ideia ingerir comidas com pimenta, pois podem irritar o estômago.

Café: o café faz com que o estômago produza ainda mais ácido, aumentando a inflamação e resultando em sintomas como barriga inchada, desconforto e náuseas.

Suco de laranja: se a ideia é saciar a fome, é preferível comer laranja do que beber o seu suco, pois os carboidratos líquidos são menos saciantes do que os sólidos. Além disso, no suco perderá toda a fibra da fruta, que promove a saciedade através da digestão lenta dos açúcares simples.

Queijo: O queijo não tem carboidratos, e contém compostos de proteína que combinados com a grande quantidade de sódio, vão lhe fazer querer comer mais.

 

Fonte: Sites da web

Foto: Revista ABM

Os sucos detox ajudam a eliminar as toxinas do corpo, melhoram o funcionamento do intestino, hidratam e ainda fortalecem o sistema imunológico contra doenças oportunistas.

1- SUCO VERDE

Ingredientes:

- 1 maçã

- 2 folhas de couve

- 1 pedaço pequeno de gengibre

- meia cenoura

- 5 folhas de hortelã

- 150ml de água ou meio copo

Preparo:

Colocar tudo na centrífuga ou no liquidificador e deixe triturar. Se preferir, pode coar com uma peneira.

 

2- SUCO DE LIMÃO, SALSA E COUVE

Ingredientes:

- 1 cenoura crua

- 1 colher de sopa de couve

- 1 colher de sopa de salsinha

- Metade de uma maçã

- 150 ml de água ou meio copo

Preparo:

Coloque para bater na centrífuga ou no liquidificador e beba, de preferência gelado e sem coar.

 

3- SUCO DE MELANCIA COM GENGIBRE

Ingredientes:

- 3 fatias de melancia cortadas e sem caroço

- 1 colher de chá de linhaça

- 1 colher de chá de gengibre ralado

Preparo:

Bata todos os ingredientes no liquidificador e sirva bem gelado.

 

4- SUCO DE ABACAXI COM AMEIXA

Ingredientes:

- 2 fatias de abacaxi

- 1 ameixa-preta seca

- 3 folhas de hortelã

- 200 ml de água de coco

- 1 colher (sopa) de semente de linhaça

Preparo:

Coloque todos os ingredientes para processar na centrífuga ou no liquidificador e sirva gelado.

 

Fonte: Sites da web

Foto: Reprodução

Prisão de ventre ou constipação intestinal ocorre quando alguém não vai ao banheiro menos de três vezes por semana. E, por mais que pareça que nada pode solucionar esse problema, consumir os melhores alimentos para intestino preso pode ser uma grande ajuda! “Uma das melhores coisas que pode fazer para contrariar o intestino preso é comer muita fibra”, diz Amy Gorin, nutricionista proprietária da Amy Gorin Nutrition, nos Estados Unidos.

1. Feijão

“Os grãos fornecem uma combinação de fibras solúveis e insolúveis”, diz Gorin. A primeira amacia as fezes, e a segunda aumenta-as, facilitando a passagem pelo trato digestivo. “Esta fibra é muito útil para estimular a digestão, bem como para alimentar as bactérias do intestino.”

2. Brócolis

Os brócolis surgem em praticamente todas as discussões de alimentos bons para a saúde. Isto porque é uma fonte incrível de vitaminas, proteínas e fibras essenciais. “Comer muitos vegetais é essencial para uma boa saúde digestiva”, diz Gina Sam, diretora do Mount Sinai Gastrointestinal Motility Center (EUA).

3. Aveia (e outros grãos integrais)

Este alimento também possui fibras solúveis e insolúveis – uma combinação dos sonho para pessoas que sofrem de prisão de ventre. Sam recomenda incluir três porções de grãos integrais todos os dias na sua dieta, especialmente aveia e arroz integral.

4. Espinafres

“O espinafre está repleto de fibra (uma xícara de espinafre cozido tem 4 gramas) e contém magnésio, um mineral que pode ajudar na movimentação das fezes”, diz Sam. O magnésio é frequentemente encontrado em laxantes, mas incorporá-lo na dieta é uma opção menos extrema para a maioria das pessoas.

5. Frutos secos

Gorin recomenda incluir um punhado de frutos secos como pistaches, amendoim, amêndoas ou nozes na sua dieta diariamente. Adicione-as a iogurtes, saladas ou apenas coma como um snack entre as principais refeições.

6. Sementes de chia ou de linhaça

“Sementes de chia e linhaça são uma maneira fácil de adicionar mais fibras à dieta dieta”, diz Sam. Polvilhar uma colherada na sua vitamina matinal, aveia ou iogurte, ou usá-las na salada, pode promover uma refeição com o poder extra de soltar os intestinos.

7. Maçã

Neste caso, “uma maçã por dia” ainda é um conselho de ouro, especialmente quando se trata de evitar a constipação intestinal. As cascas de muitas frutas (incluindo maçãs) contêm fibras insolúveis, que atuam como um laxante natural.

8. Ameixas (ou outras frutas secas)

“As ameixas são uma fonte natural de sorbitol, que ajuda a estimular a digestão, ajudando a mover a água para o intestino grosso”, explica Gorin. Elas também são ricas em fibra, com cerca de seis gramas por meia xícara. Não gosta de ameixas secas? Opte por ingerir figos ou damascos.

9. Frutos vermelhos

Estão sempre em destaque devido à sua abundância de antioxidantes, mas também são ricos em outros nutrientes essenciais. Meia xícara de amoras e framboesas contém cerca de quatro gramas de fibra cada. Já meia xícara de morangos fatiados oferece cerca de metade do valor.

10. Café

Enquanto não há fibra no café, algumas pesquisas mostram que esta bebida predileta de tantos pode estimular o movimento do intestino. “Pode não pensar no café como algo que ajuda a resolver este problema. Mas isso acontece com cerca de 30% das pessoas. Algumas delas até notam o efeito do café descafeinado”, conclui Gorin.

 

Fonte: Sites da web

 

 

 

 

Foto: Reprodução

Para quem quer uma receita de pós-treino rica em proteínas, uma boa opção são os shakes. Mais consistentes do que um simples refresco, as bebidas às vezes contém mais nutrientes do que uma refeição.

Ingredientes

500 mililitros de leite de coco gelado

1 unidade de manga madura

1/2 unidade de maracujá ou 1 xícara da polpa da fruta

1 colher (sopa) de proteína vegetal ou Whey Protein sem sabor

Modo de preparo

Bata todos os ingredientes no liquidificador e sirva ainda gelado.

Outras frutas, como morango, também podem ser acrescentadas, de acordo com a sua preferência de sabor.

 

Fonte: iBahia

Foto: Divulgação

O orégano é uma erva aromática muito utilizada como tempero na cozinha, especialmente de massas, saladas e molhos, além de também poder ser consumido na forma de chá ou óleo essencial. O nome científico do orégano é Origanum vulgare, essa planta possui diversos benefícios para a saúde devido às suas propriedades antioxidantes, antimicrobiana e anti-inflamatórias, podendo ser utilizadas tanto frescas quanto desidratadas.

1- Reduz a inflamação, por conter a substância carvacrol, que é responsável pelo cheiro e sabor característico do orégano, além de exercer efeitos anti-inflamatórios no organismo, podendo ajudar na recuperação do organismo frente a algumas doenças crônicas;

2- Previne o câncer, pois é rica em antioxidantes, como o carvacrol e o timol, que podem prevenir o dano celular causado pelos radicais livres;

3- Combate alguns tipos de vírus e bactérias, que podem causar infecções como gripes, resfriados e infecções urinárias. Aparentemente, o carvacrol e o timol diminuem a atividade desses microrganismos;

4- Favorece a perda de peso, pois o carvacrol pode alterar a síntese de gordura no organismo, além de exercer um efeito anti-inflamatório, favorecendo o emagrecimento;

5- Combate os fungos nas unhas, uma vez que possui propriedades antifúngicas;

6- Fortalece o sistema imunológico, pois é rico em vitamina A e carotenos, possuindo, portanto, grande poder antioxidante;

7- Acalma as vias respiratórias e fluidifica secreções, sendo esse benefício alcançado principalmente por meio da aromaterapia com orégano.

Foto: Reprodução

O chá verde é uma bebida milenar, tradicional na China e no Japão. Ela é diurética e atua na diminuição da retenção de líquido, ajudando no emagrecimento. Além disso, o chá é rico em polifenóis (catequinas e os flavonoides) que são poderosos antioxidantes. A nutricionista e pesquisadora Aline Quissak listou sete benefícios.

1- Melhora o desempenho dos exercícios

A cafeína é o composto estimulante mais conhecido no chá, sua quantidade é suficiente para produzir uma boa resposta sem causar efeitos nervosos quando há o excesso da substância, como no café. Essa substância ajuda na queima de gorduras e melhora o desempenho dos exercícios, já que aumenta a concentração, tempo de reação, além de ajudar na memória e humor.

2- Menos estresse e mais foco

A presença do aminoácido L-teanina faz o chá contribuir na melhora da atividade de neurotransmissores com efeitos anti-ansiedade, ajuda no foco, reduz o estresse e tem potencial tranquilizante sem causar sonolência, afetando de forma positiva a química do cérebro.

3- Prevenção de doenças crônicas

O EGCG é uma das principais propriedades medicinais da bebida, esse tipo de catequina tem um potencial anticancerígeno grande, com ação mais potente nos cânceres de bexiga e próstata.

4- Diurético

Por conter catequinas e cafeína, que é um estimulante físico e mental, o chá pode provocar aumento da diurese, eliminando principalmente o excesso de líquidos retidos no corpo e retirando toxinas através do xixi.

5- Doenças cardiovasculares

O chá é um grande amigo do coração, artérias e veias, pois os fortifica, atuando na prevenção de doenças circulatórias e cardíacas. Diminui as taxas de LDL (colesterol ruim), graças ao alto teor em polifenóis, que evitam que as partículas oxidadas prejudiquem as artérias e causem inflamações.

6- Sistema imunológico

Por conter potássio, manganês, vitaminas C, B1, B2, e K, o chá verde ajuda a prevenir infecções e inflamações, pois esses minerais melhoram o funcionamento do sistema imunológico.

7- Protege os neurônios

Alguns estudos indicam que as catequinas contidas no chá verde, podem ter efeitos de proteção nos neurônios, pois agem na prevenção da diminuição cognitiva que é causada pelo envelhecimento das células cerebrais. Com isso, diminui o risco de desenvolver Alzheimer, o mal de Parkinson e outras doenças neurodegenerativas.

Quanto eu devo consumir para obter esses benefícios?

De acordo com Aline, o ideal é tomar até 3 xícaras por dia, com no máximo 2 gramas de chá para cada xícara. "Beba sempre entre o intervalo das refeições, porque ele reduz a absorção de alguns nutrientes, como o ferro, cálcio e ácido fólico".

“Gestantes devem evitar tomar o chá verde, já que ele pode dificultar a absorção de ácido fólico. E a cafeína, mesmo que presente em doses menores que no café, pode causar dores de cabeça, taquicardia e náuseas. Pessoas intolerantes à cafeína, com gastrites ou úlceras também devem evitar o consumo, já que ele pode provocar mais irritação no estômago”, alertou Aline.

 

Fonte: iBahia

 

Entrevistas
Vem aí uma série de entrevistas com personalidades do nosso Recôncavo
Mídia TV
Loteamento Paraguassu Residence - Cabaceiras do Paraguaçu
Mural de Recados
Tarsila escreveu para Joseane
"Vdd eu tbm eu quero saber tbm de todas as notícias desses anos que esta acontecendo muitas coisas ai è bom saber das coisas primeiro..."
Joseane Bonfim escreveu para Anderson Bella
"Ola, tudo bem? Sou Joseane Bonfim e estou fazendo uma pesquisa sobre os blogs da região de SAJ, o Midia Reconcavo se encaixa na categoria de Blog?"
Podcast
Áudio que circula nas redes sociais diz que a Barragem Pedra do Cavalo não está segura; Votorantim Energia desmente.
Um áudio que vem circulando nas redes sociais vem preocupando os moradores da região. Segundo uma mulher, que não teve a identidade revelada, a UHE Pedra do Cavalo está toda estralada.